mobilitec

ergometrica

Ortopedia Moderna

Lismedica

Mais que Cuidar
Stannah Mobilidade S.A

Autopedico

Invacare

Pros Avos

Ortopediareal
sembarreiras

Tecnomobile

TotalMobility

Multihortos

Drive Mobility

Autor Tópico: Provedor de Justiça pede ao Governo para aprovar verbas para produtos de apoio a deficientes  (Lida 64 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Online migel

  • Administrador
  • *****
  • Mensagens: 18370
  • Tem deficiência: Sim
Provedor de Justiça pede ao Governo para aprovar verbas para produtos de apoio a deficientes

O Provedor de Justiça tem recebido queixas relativas a atrasos do Instituto da Segurança Social na concessão de financiamento para a aquisição dos produtos de apoio.

Lusa
9 de Agosto de 2017, 17:06

José de Faria Costa argumenta que o atraso põe "em causa a vida" de várias pessoas

José de Faria Costa argumenta que o atraso põe "em causa a vida" de várias pessoas gmw guilherme marques

O Provedor de Justiça, José de Faria Costa, alertou nesta quarta-feira o Governo para a necessidade urgente de aprovar as verbas anuais destinadas ao financiamento dos produtos de apoio destinados a pessoas com deficiência ou com incapacidades.


O alerta do Provedor de Justiça surge na sequência de queixas que recebeu relativas a atrasos do Instituto da Segurança Social, na concessão de financiamento para a aquisição destes produtos de apoio, no âmbito do Sistema de Atribuição de Produtos de Apoio (SAPA).

Em comunicado, o Provedor de Justiça adianta que chamou a atenção da secretária de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência, Ana Sofia Antunes, para "conferir a máxima urgência na aprovação das verbas" para 2017 destinadas ao financiamento dos produtos de apoio.

"Na sequência das várias diligências realizadas, verificou-se que os pedidos de financiamento são deferidos, mas a efectiva comparticipação nos custos com a aquisição dos equipamentos é protelada, por alegada falta de disponibilidade de verbas", sublinha o comunicado.
O melhor do Público no email


Para José de Faria Costa, esta situação "comporta sérios prejuízos para os interessados que, deste modo, se vêem privados, em tempo útil, dos produtos de apoio prescritos e necessários à sua reabilitação, inclusão e ou qualidade de vida". Alerta ainda que "está em causa a vida" de várias pessoas que, devido à situação de "particular vulnerabilidade" em que se encontram, "merecem especial cuidado e protecção".

A este propósito, adverte que "o excessivo atraso" compromete os princípios fixados na lei que define as bases gerais do "regime jurídico da prevenção, habilitação, reabilitação e participação da pessoa com deficiência", nomeadamente os princípios da cidadania, da não-discriminação, da globalidade, da qualidade, do primado da responsabilidade pública.

Segundo o provedor, esta situação também compromete "o princípio da eficácia consagrado na Lei de Bases do Sistema de Segurança Social".


Observador

Offline nelpt

  • Utilizador
  • *
  • Mensagens: 12
  • Sexo: Masculino
  • Tem deficiência: S/ ident.
Vamos lá ver se este alerta muda algo que todos nós conhecemos bem  :pausa:


Share me

Digg  Facebook  SlashDot  Delicious  Technorati  Twitter  Google  Yahoo
Smf

 



Anuncie Connosco Anuncie Connosco Stannah Mobilidade S.A Anuncie Connosco Anuncie Connosco


  •   Política de Privacidade   •   Regras   •   Fale Connosco   •  
       
Voltar ao topo