mobilitec

ergometrica

Ortopedia Moderna

Lismedica

Mais que Cuidar
Stannah Mobilidade S.A

Autopedico

Invacare

Pros Avos

Ortopediareal
sembarreiras

Tecnomobile

TotalMobility

Multihortos

Drive Mobility

Autor Tópico: Cinquentão com paralisia cerebral completou maratona de Nova Iorque  (Lida 28 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Online migel

  • Administrador
  • *****
  • Mensagens: 18695
  • Tem deficiência: Sim
Cinquentão com paralisia cerebral completou maratona de Nova Iorque


Apesar da paralisia cerebral, Dave Fraser, 50 anos, licenciou-se e é pai de três filhos
Foto: D.r.

Cinquentão com paralisia cerebral completou maratona de Nova Iorque

 Vasco Samouco

David Fraser tem paralisia cerebral desde nascença, mas esta semana completou a Maratona de Nova Iorque pela décima vez.

Tinham passado mais de dez horas desde que se conheceram os vencedores da 46.ª edição da Maratona de Nova Iorque e já era noite cerrada. Mas o Central Park ainda estava num rebuliço. Palmas, incentivos verbais e cartazes de apoio bem levantados empurravam o último classificado da prova até à linha da meta. Ia de cadeira de rodas e numa cadência só explicada por limitações físicas severas. Mas também ia feliz da vida.

David "Dave" Fraser tem 50 anos e não sabe o que é andar ou comer pelas próprias mãos. Não é capaz de apertar os atacadores do calçado, nem sequer consegue vestir-se sem auxílio alheio. Não sabe o que é ser autónomo, no fundo. Nunca soube e nunca saberá. Tudo porque nasceu com uma paralisia cerebral que parecia destinada a roubar-lhe a existência mesmo antes de esta começar. Mas não só não a roubou como ainda serviu para a engrandecer. Se a vida é aquilo que fazemos dela e com ela, então David Fraser tem muito que contar.

Fisicamente limitado, ao ponto de fazer corar qualquer decência divina, Mr. Fraser tratou de lidar com a injustiça genética desde pequeno. No desporto encontrou a maneira de se emancipar e começou a remoer a ideia de participar em maratonas depois de se apaixonar pela modalidade via televisão. Até que o sonho virou realidade.


Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a
Desde 2007, David Fraser participou em todas as edições da Maratona de Nova Iorque, que, com a deste ano, seriam onze, caso, em 2012, os estragos provocados pelo furacão Sandy não tivessem obrigado ao cancelamento do evento que se realiza desde 1970. Mas nem aí David ficou parado. À falta da maratona, houve uma ultramaratona de 60 quilómetros, que lhe demorou mais de quinze horas a concluir. Por essa altura, já tinha concluído uma licenciatura e repetido a paternidade em duas ocasiões.

Está bem que Shalane Flanagan foi a primeira americana a ganhar a corrida em 40 anos e, por isso, partilhou as capas com Geoffrey Kamworor, o mais rápido entre os homens, só que há feitos capazes de reduzir qualquer vitória à insignificância. Uma década depois da estreia, David Fraser completou a décima Maratona de Nova Iorque na carreira e voltou a mostrar que os vencedores não se medem nas classificações. Ou por medalhas.


Fonte: https://www.jn.pt/desporto/especial/interior/contrariar-o-pior-dos-destinos-sem-andar-8914477.html

 



Anuncie Connosco Anuncie Connosco Stannah Mobilidade S.A Anuncie Connosco Anuncie Connosco


  •   Política de Privacidade   •   Regras   •   Fale Connosco   •  
       
Voltar ao topo