iacess

ergometrica

Ortopedia Moderna

Liftech

mobilitec
onlift

Autopedico

Invacare

TotalMobility

Rehapoint
myservice

Tecnomobile

Liftech

Multihortos

Anuncie Aqui

Autor Tópico: Afinal, pensões mais baixas podem subir 5% em 2023 (em vez de 4,43%)  (Lida 452 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Online Nandito

 
Afinal, pensões mais baixas podem subir 5% em 2023 (em vez de 4,43%)

16/11/22 08:28 ‧ Há 3 Horas por Notícias ao Minuto


Fonte de imagem: noticiasaominuto.com

Estimativa tem por base as regras de cálculo das prestações e na estimativa mais recente da inflação para este ano que deverá atingir 8%.

As pensões mais baixas poderão ter, em 2023, um aumento de 5%, em vez de 4,43% como estipula atualmente o Governo, em resposta à inflação. Em causa estão as pensões da Segurança Social e da Caixa Geral de Aposentações (CGA).

A notícia, sublinhe-se, é avançada esta quarta-feira pelo Dinheiro Vivo e tem por base as regras de cálculo das prestações e na estimativa mais recente da inflação para este ano que deverá atingir 8%.

O Notícias ao Minuto já questionou o Ministério do Trabalho sobre a revisão em alta desta atualização, mas até ao momento não foi possível obter uma resposta.

Na semana passada, recorde-se, a Comissão Europeia reviu em alta a previsão da taxa de inflação em Portugal este ano, para 8%, mais pessimista que a estimativa de 7,4% do Governo, mas abaixo da média da zona euro, de 8,5%.

Quanto aumentam as pensões em janeiro?

De acordo com a proposta do Orçamento do Estado para 2023 (OE2023), "o Governo procede a uma atualização histórica das pensões, a mais alta desde a entrada no euro, com aumentos desde 4,43% até 3,53%, dependendo do valor da pensão".

Os aumentos ficam, no entanto, abaixo da inflação prevista para o próximo ano, de 7,4%.

Porém, o Partido Socialista entregou uma proposta de alteração ao OE2023 visando corrigir o aumento das pensões caso a inflação seja superior ao previsto.

A fórmula de atualização das pensões tem em conta o crescimento médio anual do Produto Interno Bruto (PIB) dos últimos dois anos, terminados no terceiro trimestre, e a variação média dos últimos 12 meses do Índice de Preços no Consumidor (IPC), sem habitação, disponível em dezembro, ou em 30 de novembro.

De acordo com os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), a inflação média dos últimos 12 meses sem habitação foi em outubro de 6,83%, um valor que compara com os 5,43% de agosto, quando o Conselho de Ministros aprovou o modelo de aumento das pensões em 2023 e o referido pagamento extra de meia pensão em outubro deste ano. 







Fonte: noticiasaominuto.com                           Link: https://www.noticiasaominuto.com/economia/2113979/afinal-pensoes-mais-baixas-podem-subir-5-em-2023-em-vez-de-4-43
 
Os seguintes membros Gostam desta publicação: migel, casconha

Online Nandito

 
Pensões terão nova atualização caso inflação seja superior

Lusa
23 Novembro 2022



Fonte de imagem: eco.sapo.pt

Proposta de alteração ao Orçamento do Estado, apresentada e aprovada pela bancada socialista, abre caminho a um novo aumento das pensões no próximo ano.

Os deputados aprovaram esta quarta-feira uma proposta de alteração ao Orçamento do Estado para 2023 (OE2023) do PS, que permite nova atualização das pensões caso a inflação seja superior ao previsto. A proposta foi aprovada apenas com os votos favoráveis dos socialistas, o voto contra do Chega e a abstenção dos restantes partidos.

“O Governo procede através de portaria à atualização das pensões e demais prestações acima das percentagens previstas n.º 1 do artigo 5.º da Lei n.º 19/2022, de 21 de outubro, [Regime transitório de atualização das pensões] em função da evolução do IPC e do crescimento do PIB”, prevê o texto da proposta, que abre caminho a novo aumento das pensões em 2023.

O Governo decidiu este ano atribuir aos pensionistas o valor equivalente a meia pensão, pago em outubro, e uma atualização, a partir de janeiro de 2023, que varia entre 4,43% e 3,53% em função do valor da reforma. Estas percentagens são, contudo, inferiores às que resultariam da aplicação da lei de atualização das pensões.

Porém, o Governo comprometeu-se a fazer um ajuste aos valores definidos na lei publicada em outubro, caso a inflação supere o previsto, sendo esta promessa concretizada através da proposta do PS aprovada as votações na especialidade do OE2023.

A fórmula de atualização das pensões tem em conta o crescimento médio anual do Produto Interno Bruto (PIB) dos últimos dois anos, terminados no terceiro trimestre, e a variação média dos últimos 12 meses do Índice de Preços no Consumidor (IPC), sem habitação, disponível em dezembro, ou em 30 de novembro.

De acordo com os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), a inflação média dos últimos 12 meses sem habitação foi em outubro de 6,83%, um valor que compara com os 5,43% de agosto, quando o Conselho de Ministros aprovou o modelo de aumento das pensões em 2023 e o referido pagamento extra de meia pensão em outubro deste ano.

A solução para atualização das pensões adotada pelo Governo mereceu duras críticas por parte dos vários partidos da oposição durante o debate que na terça-feira antecedeu as votações na especialidade.






Fonte: eco.sapo.pt                           Link: https://eco.sapo.pt/2022/11/23/pensoes-terao-nova-atualizacao-caso-inflacao-seja-superior-ao-previsto/
 

Online Nandito

 
Pensões aumentam entre 3,89% e 4,83% em 2023. IAS também sobe mais que o esperado

ECO
19:24



Fonte de imagem: eco.sapo.pt

Valores da inflação e do crescimento do PIB foram mais elevados que o estimado inicialmente pelo Governo para 2022, o que influenciou a atualização das pensões e do IAS.

As pensões vão subir entre 3,89% e 4,83% a partir de 1 de janeiro de 2023, uma revisão em alta face aos valores já anunciados por causa do valor final da inflação de novembro. De acordo com um comunicado do Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, esta atualização do aumento das pensões custará mais 110 milhões de euros ao orçamento da Segurança Social. Também o Indexante de Apoios Sociais (IAS) vai aumentar mais que o inicialmente previsto pelo Governo. Na nota, o MTSSS indica que o IAS vai aumentar 8,4%, passando de 443,20 euros para 480,43 euros.


(Em atualização)







Fonte: eco.sapo.pt                            Link: https://eco.sapo.pt/2022/11/30/pensoes-aumentam-entre-389-e-483-em-2023-ias-tambem-sobe-mais-que-o-esperado/

 

 



Anuncie Connosco Anuncie Connosco Anuncie Connosco Anuncie Connosco Anuncie Connosco


  •   Política de Privacidade   •   Regras   •   Fale Connosco   •  
     
Voltar ao topo