mobilitec

ergometrica

Ortopedia Moderna

Lismedica

Mais que Cuidar

Ortopedia Universo Senior
Stannah Mobilidade S.A

Autopedico

Invacare

Pros Avos

Ortopediareal

Contacte-nos
sembarreiras

Tecnomobile

TotalMobility

Multihortos

Drive Mobility

Contacte-nos

Autor Tópico: Tenho paralisia cerebral + epilepsia - Vou ser pai e estou em pânico.  (Lida 85 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline RB1989

Olá,

tenho 29 anos, nasci com paralisia cerebral causada por um retardamento na execução do parto e da não opção médica em não realizar uma cesariana.

O diagnóstico foi uma ataxia simples.

O meu percurso de vida foi sempre muito positivo, (apesar dos meus 69% de incapacidade (algo exagerado) e da minha epilepsia (controlada por medicação) apenas tive uma crise aos 13 anos) , tirei a carta de condução num automóvel convencional e sempre rejeitei as terapias aconselhadas (natação, equitação e terapia da fala).

Hoje em dia, trabalho e sou casado. Resumindo desfruto do dia a dia sem sequer pensar neste meu quadro clínico.

Bom, venho aqui, porque estou em pânico/felicíssimo "VOU SER PAI"!!!

A minha namorada não tem qualquer tipo de deficiência, nesse sentido gostaria que me elucidassem do seguinte:

tenho lido inúmeros artigos sobre a paralisia cerebral, nenhuns falam da possíbilidade de um portador da mesma, ser pai ou mãe.

Quais são as probabilidades do meu filho/a ter paralisia cerebral? maiores? as mesma do que outro cidadão?

Gostaria se possível que me dessem um feedback sobre isto na medida do possível.

(ela já foi a uma consulta de planeamento familiar (não pude ir por causa que estava em horário laboral) e a médica não se prenunciou: apenas tomou nota do meu diagnóstico)

A minha neurologista também já me tinha perguntado, aí à 2 anos, se eu não achava que estava na altura de ser pai.

Não sei, estou confuso, com medo, nem sei em quem acreditar.

Espero que me ajudem,

Um bem haja.     
 
Os seguintes membros Gostam desta publicação: migel, Sininho, Pantufas

Offline AREZ

Olá

Muito Boa Tarde

Isso o que a sua Neurologista acha ou deixa de achar não ligue a isso. Tudo tem um momento certo para acontecer é esta a minha convicção.

O que lhe tenho para dizer é o seguinte :

Antes de mais felicitá-los pois é uma dádiva de Deus tanto ser Mãe como Pai , por conseguinte não se importe tanto com a ciência ou doença.

Que tenham muita saúde e condições económicas para cuidar da vossa linda criança , tudo o resto é tão relativo mas tão relativo.

Dito isto desejo-vos toda a sorte do mundo.

Sejam Felizes!!

Arez
« Última modificação: 11/04/2018, 12:59 por AREZ »
AREZ
 
Os seguintes membros Gostam desta publicação: migel, Sininho, Pantufas

Online migel

Olá boa tarde,
Comungo totalmente com o que disse o amigo AREZ, o que é que preciso é que corra tudo bem e para isso é indispensável o acompanhamento médio e familiar como normalmente se faz em qualquer outro caso.

Que tudo corra bem e as maiores das felicidades do mundo  :good:
 
Os seguintes membros Gostam desta publicação: Sininho, Pantufas

Offline Pantufas

 
Os seguintes membros Gostam desta publicação: Sininho

Offline Sininho

Desde já os meus sinceros parabéns!

Como sabe o melhor aconselhamento e esclarecimento das suas dúvidas, é o médico. E para se apaziguar é o que deverá fazer. Vá também escrevendo as suas dúvidas, solicitar ao médico todos os despistes/testes/exames que a mãe deverá fazer face ao histórico familiar de ambos, etc.

De qualquer das formas a partilha do nosso "saber comum" é sempre normal e saudável :)

A paralisia cerebral, como bem sabe, não é, geralmente, devida a qualquer deficiência nos pais ou doença hereditária.

Pode ser causada por hemorragias, deficiência na circulação cerebral ou falta de oxigénio no cérebro, traumatismo, infeções, nascimento prematuro ou icterícia grave neonatal.

O maior número de problemas de desenvolvimento no cérebro que conduzem à paralisia cerebral ocorre antes do nascimento. Estes danos cerebrais tanto podem referir-se à degeneração ou desintegração do tecido cerebral, como a algum tipo de hemorragia no tecido cerebral, resultando em diferentes graus de dano das fibras nervosas.

Não se sabe exatamente, num grande número de casos, como e porquê foi afetada, mas sabe-se que houve uma lesão ou anomalia geralmente antes do nascimento, na altura do parto, ou após este, que é responsável pela deficiência.

Importante também é estarem em harmonia, e desfrutarem de todas as etapas maravilhosas e únicas que aí vem, sem grandes alarmismos nem ansiedades... não descurando porém qualquer sinal ou sintoma que acharem "estranho" no decorrer da gravidez e recorrer à ajuda médica.

Muitas felicidades.
Queira o bem, plante o bem e o resto vem...
 

 



Anuncie Connosco Anuncie Connosco Stannah Mobilidade S.A Anuncie Connosco Anuncie Connosco


  •   Política de Privacidade   •   Regras   •   Fale Connosco   •  
       
Voltar ao topo