iacess

ergometrica

Ortopedia Moderna

Anuncie Aqui

mobilitec
Stannah Mobilidade S.A

Autopedico

Invacare

Pros Avos

Ortopediareal
myservice

Tecnomobile

TotalMobility

Multihortos

Drive Mobility

Autor Tópico: A Herança do Abade de L’Épée na Viragem do século XVIII para o século XIX  (Lida 664 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Online Sininho

A Herança do Abade de L’Épée na Viragem do século XVIII para o século XIX

 Autor(es): Paulo Vaz de Carvalho
 Editora: The Factory
 Data: 2013


 


 História

 Descrição
O livro A Herança do Abade de L’Épée na Viragem do século XVIII para o século XIX tem como grande objetivo trazer para o presente documentos originais do século XVIII e XIX escritos por educadores surdos e ouvintes. Os documentos surgem em versão original adaptados para língua portuguesa e sobre os quais o autor elabora diversas reflexões interligando o passado com o presente perspetivando o futuro da educação de surdos.
A parte I desta obra proporciona uma viagem à França do final do século XVIII e início do século XIX, através da obra de Ferdinand Berthier O Abade Sicard: Célebre Professor de Surdos Mudos Sucessor Imediato do Abade de L’Épée (1873), quando da fundação do primeiro instituto de surdos mundial , O Instituto Nacional de Surdos Mudos de Paris, fundado por Charles-Michel de L’Épée, mais conhecido como o Abade de L’Épée em 1771, emergindo depois no conturbado período da revolução francesa e nas aventuras e peripécias do Abade Sicard sucessor de L’Épée. Foi o método criado por L’Épée, Os Gestos Metódicos, depois aperfeiçoado pelo Abade Sicard que se expandiu por toda a Europa e pelo mundo através das sessões públicas levadas a cabo por Sicard e pelos seus extraordinários alunos surdos Jean Massieu e Laurent Clerc que se tornariam nos primeiros professores surdos da História. No tempo de Sicard enquanto diretor, o instituto francês foi visitado por várias personalidades francesas e estrangeiras entre elas o Papa Pio VII, Francisco II, Imperador da Áustria e Alexandre I, Imperador da Rússia que impressionados com o que viram levaram este método de ensino de surdos para os seus países fundando aí escolas dedicadas a este tipo de ensino.
O método fundado pelo Abade de L’Épée não poderia ter melhores defensores que os exercícios públicos executados por Massieu e Clerc e que ficam registados nesta obra na sua Parte II através do documento original datado de 1815 Coleção das mais notáveis definições e respostas de Massieu e Clerc, Surdos e Mudos, a várias questões que lhes foram colocadas nas palestras públicas do Abade Sicard, em Londres. Este documento abre a porta para a Parte III deste livro já que foi nesta sessão pública efetuada em Londres que Thomas Gallaudet contacta pela primeira vez com o método gestual e com Clerc com quem irá viajar para a América em 1816 e fundar a primeira escola de surdos neste país, na cidade de Hartford. A parte III desta obra conta-nos precisamente a viagem efetuada de barco por estas duas personalidades entre França e os EUA relatando-nos a partilha de saberes entre Clerc e Gallaudet e que seria a base do método implementado na escola de surdos de Hartford.
Estes preciosos documentos, por serem fontes primárias, ajudarão decerto a construir uma história da educação de surdos menos ideológica e mais isenta e por isso mais útil, esbatendo ódios e incompreensões que em nada têm contribuído para a educação de surdos.


in PorSinal
Queira o bem, plante o bem e o resto vem...
 

 



Anuncie Connosco Anuncie Connosco Stannah Mobilidade S.A Anuncie Connosco Anuncie Connosco


  •   Política de Privacidade   •   Regras   •   Fale Connosco   •  
       
Voltar ao topo