iacess

ergometrica

Ortopedia Moderna

Liftech

mobilitec

onlift
Stannah Mobilidade S.A

Autopedico

Invacare

Ortopedia Real

TotalMobility

Rehapoint
myservice

Tecnomobile

Liftech

Multihortos

Drive Mobility

Anuncie Aqui

Autor Tópico: Paraplégico em cadeira de rodas escala 250 metros de um arranha-céus em Hong Kong  (Lida 769 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Online Nandito

 
Paraplégico em cadeira de rodas escala 250 metros de um arranha-céus em Hong Kong



Alpinista de 37 anos ficou a 70 metros do topo, mas conseguiu angariar mais de 500 mil euros para pacientes com lesões na espinal medula
Sentado na sua cadeira de rodas, Lai Chi-wai escalou neste sábado, 16, 250 dos 320 metros de um arranha-céus em Hong Kong. O alpinista chinês de 37 anos, que em 2011 ficou paraplégico na sequência de um acidente de viação, usou apenas a força de braços para se içar, através de um sistema de cordas, rumo ao “cume” da Torre Nina, na península de Kowloon. Ao fim de 10 horas de esforço, prejudicado pelo vento forte, deu por terminada a aventura, a 70 metros do topo, por razões de segurança. “Queria muito ter completado este desafio. Lamento, mas dei o meu melhor”, afirmou já em terra firme, visivelmente emocionado.

Há cinco anos, Lai Chi-wai tinha escalado os 495 metros da montanha Lion Rock, mas a tarefa foi facilitada pela possibilidade de se apoiar nas fendas das rochas, o que o vidro das janelas do arranha-céus não permite. Mesmo assim, atingiu uma altura bastante considerável e conseguiu angariar 554 mil euros em donativos para doentes com lesões na espinal medula, o principal objetivo da iniciativa.



Campeão asiático de alpinismo antes do acidente o ter deixado incapacitado nos membros inferiores, Lai Chi-wai também quis deixar uma mensagem simbólica, ao lançar-se neste desafio. “Algumas pessoas não entendem as dificuldades das pessoas com deficiência, pensam que somos sempre fracos, que precisamos de ajuda e da pena dos outros, mas quero dizer a toda a gente que não precisa de ser assim. Se alguém com uma deficiência pode brilhar, pode ao mesmo tempo ser um veículo de oportunidades, luz e esperança”, declarou.

A decisão de continuar a praticar alpinismo, apesar de amarrado a uma cadeira de rodas, permitiu-lhe encarar a vida de outra forma, confessou: “De certa forma, esqueci-me de que era uma pessoa com deficiência. Continuo a poder sonhar e a fazer aquilo de que gosto.”

Fonte: visao.sapo.pt  Link: https://visao.sapo.pt/atualidade/sociedade/2021-01-19-paraplegico-em-cadeira-de-rodas-escala-250-metros-de-um-arranha-ceus-em-hong-kong/

« Última modificação: 19/01/2021, 11:57 por Nandito »
"O Senhor detesta o caminho dos ímpios, mas ama quem busca a justiça"  Provérbios 15:9"
 

 



Anuncie Connosco Anuncie Connosco Stannah Mobilidade S.A Anuncie Connosco Anuncie Connosco


  •   Política de Privacidade   •   Regras   •   Fale Connosco   •  
       
Voltar ao topo