iacess

ergometrica

Ortopedia Moderna

Lismedica

mobilitec
Stannah Mobilidade S.A

Autopedico

Invacare

Pros Avos

Ortopediareal
myservice

Tecnomobile

TotalMobility

Multihortos

Drive Mobility

Autor Tópico: CEGOS QUEREM CAMPANHAS ELEITORAIS INCLUSIVAS  (Lida 49 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Online SLB2010

CEGOS QUEREM CAMPANHAS ELEITORAIS INCLUSIVAS
« em: 07/01/2019, 17:10 »
CEGOS QUEREM CAMPANHAS ELEITORAIS INCLUSIVAS

4 jan 2019 08:23

A Associação de Cegos e Amblíopes de Portugal, ACAPO, apelou aos partidos políticos para que as campanhas eleitorais sejam mais inclusivas, garantindo que as suas mensagens chegam a todos.
 Cegos querem campanhas eleitorais inclusivas


A propósito do Dia Mundial do Braille, que se assinala na sexta-feira, a ACAPO pede, em comunicado, campanhas eleitorais mais acessíveis, recordando que pela primeira vez os portugueses invisuais podem este ano votar de forma autónoma e secreta.

A 19 de julho do ano passado a Assembleia da República aprovou um pacote de medidas no qual se inclui o voto em braille.

No comunicado, a ACAPO afirma que este ano Portugal terá três atos eleitorais, em dois dos quais, Assembleia da República e Parlamento Europeu, os invisuais podem pela primeira vez votar de forma autónoma, graças à criação de uma matriz de voto em braille.

A matriz é uma réplica do boletim de voto escrita em braille, com recortes que alinham com os quadrados impressos no boletim, o que permite ao eleitor colocar a cruz no quadrado que se refere à sua preferência.

“A ACAPO saúda, por isso, o esforço da secretaria-geral do Ministério da Administração Interna para concretizar a intenção do legislador e garantir um voto independente por parte dos eleitores com deficiência visual”, mas defende que “um verdadeiro voto independente é um voto informado”.


veja mais:  https://lifestyle.sapo.pt/saude/noticias-saude/artigos/cegos-querem-campanhas-eleitorais-inclusivas
 

 



Anuncie Connosco Anuncie Connosco Stannah Mobilidade S.A Anuncie Connosco Anuncie Connosco


  •   Política de Privacidade   •   Regras   •   Fale Connosco   •  
       
Voltar ao topo