iacess

ergometrica

Ortopedia Moderna

Liftech

mobilitec
Stannah Mobilidade S.A

Autopedico

Invacare

Anuncie Aqui

TotalMobility
myservice

Tecnomobile

Liftech

Multihortos

Drive Mobility

Autor Tópico: Cátia tem paralisia cerebral e vai ajudar pessoas com deficiência a encontrar emprego  (Lida 362 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Online Sininho

Cátia tem paralisia cerebral e vai ajudar pessoas com deficiência a encontrar emprego


A pandemia veio agravar o desemprego entre pessoas com deficiência. A Santa Casa está a desenvolver uma agência de emprego a nível nacional exclusiva para esta população. Cátia Correia faz parte da equipa da Valor T.

Cátia Correia tem paralisia cerebral devido a um problema à nascença. Nasceu com o cordão umbilical enrolado ao pescoço por parto provocado. A paralisia afeta-lhe a fala e o movimento das mãos. "Não tenho controlo nas mãos, a parte da refeição na escola e no trabalho é complicado".

Apesar das dificuldades foi fazendo um percurso normal, frequentando a escola regular. A deficiência não a impediu de terminar a licenciatura em serviço social e arranjar trabalho na Valor T, um projeto de empregabilidade que ajuda pessoas com deficiência a encontrar trabalho.

A Valor T - Talento e Transformação é uma agência de emprego para cidadãos deficientes, desenvolvida pela Santa Casa da Misericórdia de Lisboa. O projeto está em fase de desenvolvimento e será lançado em 2021 em parceira com o governo, o Instituto Nacional para a Reabilitação e o Instituto de Emprego e Formação Profissional.

A diretora do projeto, Vanda Nunes, conta com duas pessoas com deficiência na equipa. Cátia é uma delas, contratada pela formação mas também pelo contributo que pode dar a um projeto que lida com cidadãos deficientes.

"Pela sua própria experiência de vida, a Cátia traz um conhecimento acrescido à equipa. O seu próprio percurso, as suas dificuldades e a forma como as tem ultrapassado são para nós uma inspiração, uma força maior", explica Vanda Nunes.

Cátia Correia também considera ser uma mais-valia para a equipa porque traz um olhar mais atento à diferença. "As pessoas comuns não estão familiarizadas."

Apesar desse olhar, a diretora da Valor T lembra que é importante encarar cada trabalhador para além da deficiência.

"A deficiência é um mundo. Há diferentes áreas de deficiência que exigem diferentes respostas. Queremos olhar cada pessoa não do ponto de vista assistencialista ou da deficiência, mas do talento, da capacidade que cada um tem", afirmou à TSF.

Vanda Nunes afirma que o mais importante do projeto é dar apoio tanto a quem procura trabalho, como às empresas. A diretora da Valor T revela que as empresas têm "receio de não conseguir integrar bem" um trabalhador com deficiência, acreditando ser essencial fazer um acompanhamento junto dos empregadores.


Desemprego aumenta

Com a pandemia, os números do desemprego subiram e também afetaram as pessoas com deficiência. Há 13 mil desempregados registados, de acordo com o Relatório Pessoas com deficiência em Portugal.

"Sentimos que não é um momento de baixar os braços com o desemprego que temos, é o momento de todos nós temos um esforço coletivo pela frente que é reerguer o país de tudo isto e ninguém pode ficar para trás", diz Vanda Nunes.

in TSF
Queira o bem, plante o bem e o resto vem...
 

 



Anuncie Connosco Anuncie Connosco Stannah Mobilidade S.A Anuncie Connosco Anuncie Connosco


  •   Política de Privacidade   •   Regras   •   Fale Connosco   •  
       
Voltar ao topo