mobilitec

ergometrica

Ortopedia Moderna

Lismedica

Anuncie Aqui
Stannah Mobilidade S.A

Autopedico

Invacare

Pros Avos

Ortopediareal
Anuncie Aqui

Tecnomobile

TotalMobility

Multihortos

Drive Mobility

Autor Tópico: Ensino Superior. Arranca este ano lectivo o primeiro curso para deficientes em Santarém  (Lida 236 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Online migel

Ensino Superior. Arranca este ano lectivo o primeiro curso para deficientes em Santarém



A Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Santarém vai ter pela primeira vez em Portugal um curso destinado a portadores de deficiência. Chama-se Literacia Digital para o Mercado de Trabalho, arranca este ano lectivo e é inspirado no que existe há uma década na Universidade Autónoma de Madrid.

A Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Santarém lança este ano lectivo 2018/19 o curso de Literacia Digital para o Mercado de Trabalho, concebido de acordo com as recomendações do Conselho Nacional de Educação, e que abre portas a diversas profissões, minimizando um dos principais problemas com que se debatem as famílias de jovens portadores de deficiência: a falta de formação profissional adaptada.

Este ano serão admitidos 11 alunos, mas a ideia é replicar a experiência noutros estabelecimentos de ensino, explica a professora coordenadora do curso, Maria Barbas. O objectivo é facilitar a inclusão social e promover a empregabilidade, sobretudo nas áreas do turismo e multimédia.

O curso tem a duração de dois anos e para se inscreverem os alunos devem ter um grau de incapacidade igual ou superior a 60%, competências básicas mínimas ao nível da leitura e da escrita e competência média a média/alta em termos de sociabilidade. Antes disso, e para garantir que estão aptos, os candidatos são sujeitos a uma entrevista de quase um dia com uma psicóloga especializada em desenvolvimento.

Os conteúdos da formação foram apresentados pela Departamento de Tecnologias Educativas e aprovados por unanimidade pelo Conselho Técnico Científico. Embora o curso não confira aos alunos um grau ou título, dá-lhes uma certificação legal e responde a todas as directivas do Conselho Nacional de Educação, bem como às orientações do ministro da Tecnologia e Ensino Superior, que apelam ao alargamento da oferta a novos públicos.

O curso foi desenvolvido de forma a compreender vários domínios profissionais e obedece quer ao perfil e potencial dos estudantes, quer às actuais necessidades do mercado de trabalho, incluindo cadeiras na área do ambiente, do turismo, do património e do apoio social.

O certificado habilita os alunos a trabalhar, por exemplo, como guias ambientais em áreas protegidas ou zonas de interesse nacional, como tutores de monumentos e contadores de histórias, como colaboradores de empresas dedicadas ao ecoturismo ou ao lazer e entretenimento de idosos ou em áreas dedicadas à conservação da natureza.

Para garantir o êxito do curso, o Instituto Politécnico de Santarém estabeleceu também protocolos com diversas empresas, como a Deloitte, que oferece estágios remunerados. As propinas custam 680 euros e o Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social comparticipa com 50 mil euros.

O objectivo máximo é permitir uma independência pelo menos parcial e dar auto-estima a pessoas com défice cognitivo e limitações a diversos níveis, de forma a que se tornem, na medida do possível, cidadãos mais autónomos e contribuintes activos para uma sociedade melhor
 

 



Anuncie Connosco Anuncie Connosco Stannah Mobilidade S.A Anuncie Connosco Anuncie Connosco


  •   Política de Privacidade   •   Regras   •   Fale Connosco   •  
       
Voltar ao topo