iacess

ergometrica

Ortopedia Moderna

Liftech

mobilitec
onlift

Autopedico

Invacare

TotalMobility

Rehapoint
myservice

Tecnomobile

Liftech

Multihortos

Anuncie Aqui

Autor Tópico: Nuno Sobral ficou sem casa e perdeu tudo nas inundações em Algés: “Parecia um filme de terror”  (Lida 1420 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Online Nandito

 
Nuno Sobral ficou sem casa e perdeu tudo nas inundações em Algés: “Parecia um filme de terror”

12:55 9 Dezembro, 2022 | SIC Mulher


Fonte de imagem: SIC

“Subi com a força dos braços pelas escadas acima. A cadeira ficou submersa”, contou o homem de 45 anos, que tem mobilidade reduzida, na ‘Casa Feliz’, da SIC.

Nuno Sobral foi uma das pessoas afetadas pelas recentes inundações em Algés, que fizeram uma vítima mortal. Na madrugada de 7 para 8 de dezembro, Nuno “viu (mais uma vez) sua vida dar uma volta” e perdeu tudo o que tinha dentro de casa.

O homem de 45 anos, que tem mobilidade reduzida e depende da cadeira de rodas para se movimentar após um acidente de mota em 2016, “teve que lutar literalmente pela vida subindo umas escadas só com a ajuda da força de braços para se salvar”.

Diana Chaves e João Baião estiveram à conversa com Nuno na ‘Casa Feliz’, da SIC, esta sexta-feira, 9 de dezembro. “Parecia um filme de terror. Fui levar a minha filha a casa da mãe. Quando cheguei a casa, começou a chover. Estava na sala a ver televisão e comecei a aperceber-me que começou a entrar água por baixo da porta”, começou por explicar.

“Vou abrir a porta para ver o que estava a acontecer e sou completamente empurrado por uma onda. Consegui fechar a porta. Fui à janela, a água já estava ao nível da janela”, acrescentou, referindo que a água atingiu quase dois metros.

Nuno contou que a preocupação foi tirar o cão, que estava na parte de trás da casa, no quintal. Ao abrir a porta, levou novamente com uma “onda gigante”. “O cão [de porte grande, com quase 50 quilos] foi para cima do sofá, que era grande, e estava a flutuar em cima do sofá“, disse.

Entretanto, conseguiu agarrar-se às escadas para subir para o primeiro andar. “Subi com a força dos braços pelas escadas acima. A cadeira ficou submersa”, recordou, referindo que ligou para o 112 e “as pessoas que me foram socorrer ficaram em cima do balcão [da cozinha], sensivelmente a 1,5 metro de altura”.


Fonte de imagem: sic.pt

As imagens da tragédia

Nas redes sociais, Nuno deixou uma série de vídeos da sua casa, onde vivia há cerca de dois anos, completamente destruída: “O que sinto de vazio em olhar para a minha casa sem nada, sinto-me igualmente cheio pelo amor e carinho que tenho recebido por parte de todos os que me têm ajudado”, escreveu na legenda da publicação. “Obrigado a todos, mais uma página virada no livro da minha vida. Bem haja”, acrescentou.


Fonte de imagem: sic.pt

O caso de Nuno Sobral está a deixar os portugueses muito sensibilizados, já tendo sido angariado, na página da GoFundMe, mais de 22 mil euros até ao momento desta publicação. A meta é 100 mil euros. Quem quiser ajudar também pode usar o IBAN: PT50007900004482667210140.

“Na passada madrugada de 07 para 08 de Dezembro, o Nuno viu (uma vez mais) a sua vida dar uma grande volta. O Nuno é um Ser incrível, um pai solteiro exemplar que tudo faz pela filha, tem mobilidade reduzida devido a um acidente que lhe tirou a locomoção motora dos membros inferiores. O Nuno depende da cadeira de rodas para se movimentar. O Nuno vive sozinho quando não tem a filha a cargo. Ontem, as chuvas fortes e as cheias inundaram a casa do Nuno. Teve que lutar literalmente pela vida subindo umas escadas só com a ajuda da força de braços para se salvar. O Nuno perdeu TUDO o que tinha dentro da casa, roupa, eletrodomésticos, tudo… Temos que ajudar o Nuno! O Nuno é pai, amigo, irmão e ‘irmão’ de um número infindável de pessoas. Contudo, precisamos da ajuda de TODOS! Ajudem-nos a ajudar o Nuno!”, lê-se.

Veja os vídeos clicando no link oficial da noticia em baixo:






Fonte: sic.pt                         Link: https://sic.pt/sic-mulher/nuno-sobral-ficou-sem-casa-e-perdeu-tudo-nas-inundacoes-em-alges-parecia-um-filme-de-terror/

 

 



Anuncie Connosco Anuncie Connosco Anuncie Connosco Anuncie Connosco Anuncie Connosco


  •   Política de Privacidade   •   Regras   •   Fale Connosco   •  
     
Voltar ao topo