iacess

ergometrica

Ortopedia Moderna

Anuncie Aqui

mobilitec
Stannah Mobilidade S.A

Autopedico

Invacare

Anuncie Aqui

TotalMobility
myservice

Tecnomobile

Anuncie Aqui

Multihortos

Drive Mobility

Autor Tópico: Atletismo adaptado: “Um exemplo de sucesso”  (Lida 84 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline Raposa

Atletismo adaptado: “Um exemplo de sucesso”
por Redação

05 de Setembro de 2020, 08:00


Foto Arquivo Jornal do Centro



Sabia que nos Jogos Paraolímpicos de 1984, dois atletas de Viseu foram a Nova Iorque conquistar medalhas em representação do nosso país? Pela mão do professor Joaquim Escada, Maria Alberta dos Santos Cabral e António José Pereira Silva, do Núcleo Regional de Viseu da Associação Portuguesa de Paralisia Cerebral, deram começo a uma história de sucesso.

Segundo Raimundo Esteves, elemento da estrutura técnica da Federação Portuguesa de Atletismo e com responsabilidades no distrito de Viseu, ao longo dos anos a dinâmica estrutural do desporto adaptado tem sofrido alterações, o que faz dele mais competitivo. “Hoje o atletismo adaptado encontra-se sob a égide da Federação Portuguesa de Atletismo e desta forma a Associação de Atletismo de Viseu também tem estado atenta a todas estas dinâmicas”, explica.


 
Os resultados não se devem unicamente à qualidade dos atletas. Estas aptidões são trabalhadas nos treinos diários, onde o técnico é o grande mentor. Os treinadores dos atletas são já pessoas referenciadas. “O segredo passa pelo trabalho diário desenvolvido e pela enorme cumplicidade entre ambos, atleta e treinador comportam-se como peça única”.


 
Nesta perspetiva, e com o evoluir da prática, surgem novos projetos, um deles foi o Invictus Viseu, uma associação criada há três anos e com o objetivo de contornar as “lacunas em termos de propostas de desporto adaptado”. Marta Matos, diretora técnica, confessa que o objetivo é alavancar a possibilidade da prática desportiva por toda a comunidade “sempre numa perspetiva inclusiva e respeitando sempre os valores da igualdade e da equidade de oportunidades”. “Neste momento o nosso objetivo é aumentar a oferta desportiva neste âmbito”, revela.


 
Este projeto conta já com cinco modalidades (Polybat, Ténis de mesa, karaté, natação e andebol) todas elas adaptadas, sendo aos poucos desenvolvidas. Num âmbito mais “rigoroso”, atualmente a única que se encontra federada é o atletismo. “Temos alto rendimento através do atleta paraolímpico Mário Trindade”, lembra.


 
Mário Trindade, natural de Vila Real, mas a residir, em Viseu diz que esta é a sua “cidade do coração”. Conta que começou no atletismo de cadeira de rodas já lá vão 17 anos e que foi numa circunstância de acaso. Na época praticava basquetebol e após ouvir comentários de colegas sobre uma demonstração de atletismo em cadeira de rodas que iriam fazer, mostrou-se curioso, pois desconhecia a possibilidade de algo do género. Assim aliou o gosto de infância ao desejo. “Perguntei logo a um dos meus colegas se eu poderia experimentar também correr na cadeira de rodas”, afirma.


 
“Viseu não é a minha cidade natal, mas é a minha cidade do coração”


 
O embaixador do desporto de Viseu lamenta não ter vindo para a cidade há mais tempo. “Eu costumo dizer que Viseu não é a cidade perfeita, mas é a melhor que conheço e são muitas as cidades que eu conheço a nível nacional e internacional. Por isso estou muito contente por ser residente aqui em Viseu e sou muito bem recebido”, sublinha.

Mário Trindade fala ainda do importante apoio que recebe para “puder praticar e fazer as provas que faço”.

Por sua vez, Raimundo Esteves lembra que os atletas não são muitos, mas que são de qualidade e que num contexto de aumento de competição, estes têm sido extraordinários com a “resposta” que dão e com o papel que desempenham. “Vejamos o exemplo do Mário Trindade (T52) da Invictus Viseu, Cristiano Pereira (T20) e Miguel Monteiro (F40) da Casa do Povo de Mangualde e do André Pinto (RR2) da Associação Mover Viseu, todos eles medalhados nos grandes palcos internacionais, são um exemplo de sucesso”, recorda.


 
Nos últimos anos na Associação de Atletismo de Viseu perfila uma dezena de atletas adaptados filiados, em representação da Associação Mover Viseu, Invictus Viseu e a Casa do Povo de Mangualde.

Olhando à realidade do Invictus Viseu, Marta Matos relata que de forma federada apenas contam com Mário Trindade. “Temos apenas o atletismo, que tem vertente federada, e contamos com o atleta paraolímpico Mário Trindade, que compete na categoria de 52 de atletismo em cadeira de rodas”, refere.

Quanto às suas conquistas, Mário Trindade diz não existir nenhum segredo. A base do sucesso encontra-se na determinação. “Seja no que for, para fazer tenho que tentar fazer bem, pode não ser uma grande coisa, mas tem que ser o meu melhor”, remata.



Fonte: https://jornaldocentro.pt/online/desporto/atletismo-adaptado-um-exemplo-de-sucesso
 

 



Anuncie Connosco Anuncie Connosco Stannah Mobilidade S.A Anuncie Connosco Anuncie Connosco


  •   Política de Privacidade   •   Regras   •   Fale Connosco   •  
       
Voltar ao topo