iacess

ergometrica

Anuncie Aqui

Liftech

mobilitec
onlift

Autopedico

Invacare

TotalMobility

Rehapoint
myservice

Tecnomobile

Liftech

Multihortos

Anuncie Aqui

Autor Tópico: Mariana ficou tetraplégica aos 8 anos, mas aos 26 pinta, faz exposições e é feliz  (Lida 5416 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Online migel

 
Mariana ficou tetraplégica aos 8 anos, mas aos 26 pinta, faz exposições e é feliz

Mariana Chaves Teixeira é o nome que se lê no bilhete de identidade, mas isso só por si diz pouco desta mulher, adulta, física e intelectualmente diferente, que agora projeta a sua identidade em telas de grande dimensão, a várias cores, e construídas com pequenos gestos da mão direita. Mariana é hoje nome de "artista plástica", de "profissional das artes", mas, acima de tudo, é nome de exemplo, de luta, de sobrevivência, de energia e de vida. É o que acontece quando as expectativas são iguais para todos


Ana Mafalda Inácio (Textos) Paulo Spranger (Fotos)
09 Outubro 2022 — 00:00



Mariana Chaves Teixeira faz 27 anos a 2 de janeiro e está a trabalhar em mais uma tela de acrílico de garnde escala

Da Mariana do passado, criança, extrovertida, aventureira, excelente aluna, bailarina, praticante de ballet e já com o gostinho pela pintura, à Mariana do presente, mulher, adulta e tetraplégica, há 18 anos de diferença. O corte ocorreu a 12 de março de 2004, "o dia fatídico do acidente, um atropelamento", contextualiza a mãe, Felicidade Teixeira, de 60 anos, que remata de imediato: "Mas o importante é que a Mariana está cá. E para nós, pais, é uma felicidade imensa termos cá a nossa filha, num registo diferente, é certo, mas é a nossa Mariana."

Felicidade fala com o DN sentada na sala da sua casa onde não passa despercebido o antes e o depois da Mariana. Uma foto de criança vestida de bailarina, tirada pouco tempo antes do acidente remete-nos para o olhar destemido e aventureiro que a mãe já tinha descrito, tal como a natureza morta, bem desenhada em traço infantil, numa das paredes, nos transporta para o tal gostinho pela pintura desde pequena.

E é este que hoje tem marca em toda a casa, já que os quadros da primeira exposição da Mariana - como artista plástica, como profissional das artes, aberta ao público até há pouco tempo, na Galeria 1, em Évora, que contou com o apoio da Direção Regional da Cultura do Alentejo, e cujo mote era "Até ao Ar Livre" - compõem as paredes desde a entrada aos quartos até à sala.

Por agora, é ali que ficam. "Não queremos vender, é um trabalho muito nosso, de todos, com que queremos ficar, mas se ela algum dia quiser vender algum dos seus quadros será feita a sua vontade", argumenta Felicidade.



Continue  a lêr    https://www.dn.pt/edicao-do-dia/09-out-2022/mariana-ficou-tetraplegica-aos-8-anos-mas-aos-26-pinta-faz-exposicoes-e-e-feliz-15205551.html
 

 



Anuncie Connosco Anuncie Connosco Anuncie Connosco Anuncie Connosco Anuncie Connosco


  •   Política de Privacidade   •   Regras   •   Fale Connosco   •  
     
Voltar ao topo