iacess

ergometrica

Anuncie Aqui

Liftech

mobilitec
onlift

Autopedico

Invacare

TotalMobility

Rehapoint
myservice

Tecnomobile

Liftech

Multihortos

Anuncie Aqui

Autor Tópico: Higiene oral deficitária em cães e gatos pode provocar doenças mais graves  (Lida 1400 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Online Nandito

 
Higiene oral deficitária em cães e gatos pode provocar doenças mais graves

N.N.
19 out 2023 07:00




Doença periodontal é uma das patologias mais frequente na prática diária de pequenos animais. Rotina e cuidados de higiene oral simples e adequados podem prevenir a evolução para doenças mais graves.

“A higiene oral inadequada e a falta de revisões orais regulares podem provocar doenças graves nos animais de companhia, independentemente da idade. A patologia mais frequente na prática diária dos pequenos animais é a doença periodontal”, explica Ana Raposo, médica veterinária do AniCura Atlântico Hospital Veterinário. “Trabalhar na prevenção de problemas futuros desde casa, adotando hábitos simples e revisões periódicas com o veterinário é essencial para evitar a evolução para situações mais graves”, alerta a médica veterinária.

Tal como nos humanos, os animais de companhia necessitam de uma boa rotina de higiene oral, que inclua passos simples que os cuidadores possam adotar para manter os dentes e a boca limpos e saudáveis. A médica veterinária partilha quatro passos fundamentais para manter a saúde oral do seu animal de companhia:

  1 -  Escovar os dentes diariamente: a forma mais eficaz de prevenir doenças orais nos animais de companhia passa por escovar-lhes os dentes todos os dias. Uma boa escovagem pode prevenir uma doença periodontal, que se desenvolve quando as bactérias da boca se concentram na superfície dos dentes, formando a placa bacteriana. A escovagem dos dentes destrói a placa bacteriana, mantendo a boca limpa e evitando a formação de tártaro e gengivites. Para conseguir uma boa escovagem, deve criar o hábito de escovar os dentes sempre à mesma hora (por exemplo, antes dos passeios). Desta forma, conseguirá habituar o animal à escovagem diária sem causar-lhe demasiado stress. A escova de dentes utilizada deve ser macia e a pasta de dentes apropriada para animais (existem pastas com sabor a carne e que não exigem enxaguar) e, se o animal o permitir, levante ligeiramente o lábio superior para escovar os dentes da frente num movimento ascendente e descendente, passando depois para os dentes de trás. Além da escovagem diária, pode utilizar compressas de gaze e dedos de silicone ou de tecido para limpar os dentes.
 
2 -  Visitar regularmente o veterinário: É muito importante que o médico veterinário faça, pelo menos uma vez por ano, um check-up oral ao animal para avaliar a saúde oral e determinar a necessidade de realizar exames ou uma limpeza profissional. Durantes os check-ups, o médico veterinário irá inspecionar a cavidade oral, incluindo dentes, gengivas e língua. Poderá ser necessário realizar uma radiografia para avaliar a estrutura óssea e os dentes subjacentes. Após a inspeção à cavidade oral, é feita uma avaliação e, se necessário, poderá recomendar uma limpeza oral profunda. Nesta limpeza utilizam-se ferramentas especiais para remover o tártaro e a placa bacteriana dos dentes.
 
3 -  Alimentação cuidada: A alimentação desempenha um papel muito importante na saúde oral. Os alimentos secos, como a ração, têm menos humidade e uma consistência mais dura do que os alimentos frescos. Optar por alimentos frescos faz com que a comida adira à superfície do dente e provoque um efeito mecânico de remoção da placa bacteriana. Por outro lado, as dietas ricas em carboidratos e açúcares podem aumentar o risco de cáries e doenças orais nos animais de companhia, pelo que é recomendada uma dieta equilibrada e saudável com uma quantidade adequada de proteínas e nutrientes.
 4 -  Brinquedos e snacks que ajudam na prevenção: Os brinquedos e snacks indicados para a higiene oral são uma excelente forma de manter os dentes limpos e saudáveis. Estes produtos podem ajudar a reduzir a acumulação de placa bacteriana e a formação de tártaro nos dentes, e ajudam a melhorar o hálito do animal de companhia. No entanto, é importante certificar-se de que escolhe produtos seguros e adequados à idade e ao tamanho do seu animal. Atualmente, existem muitos produtos e formas de manter a boca saudável. Como complemento, pode utilizar também palitos dentários, algas marinhas, soluções antissépticas orais e os tendões secos, entre outros. Estes produtos estimulam a salivação e têm um efeito positivo na remoção mecânica de restos de comida e da placa bacteriana acumulada.

Como saber se o animal de companhia tem uma patologia oral?

Os sinais mais comuns e possíveis de detetar à primeira vista passam pela falta de apetite, dor ao tocar na zona da boca, sangramento das gengivas e tártaro nos dentes. Quando uma patologia oral está num estadio avançado é possível identificar outros sintomas, como gengivas avermelhadas ou a sangrar, dentes soltos, caroços ou inchaços na boca, saliva com sangue, dificuldade em pegar nos alimentos e em mastigar, ou corrimento nasal e espirros.

Em muitos casos, em algum momento das suas vidas, cães e gatos têm de ser submetidos a cirurgia por forma a solucionar uma patologia oral. Por isso, perante qualquer sinal de alerta, é importante consultar o veterinário para obter um diagnóstico e aplicar o tratamento adequado. Foi o caso do Mateus, um Shih-Tzu de 8 anos, ao ser diagnosticado com doença periodontal grave, que resultou na perda de várias peças dentárias. Após uma radiografia intraoral detetou-se que um dos dentes da mandíbula do Mateus tinha um abcesso que colocava o osso em risco de fratura. Foi realizada uma higienização profissional da cavidade oral, que consistiu na remoção de tártaro e placas bacterianas acumulados ao longo dos anos e a extração dos dentes afetados. “Devido à gravidade da doença, vários dentes do Mateus tiveram de ser extraídos, e o procedimento não só aliviou o seu desconforto, como evitou outras complicações futuras”, lembra Ana Raposo.

A prevenção desempenha um papel fundamental na saúde oral. A maioria das doenças pode ser evitada com a adoção de boas práticas de higiene oral diária e cuidados veterinários regulares para prolongar a vida dos animais de companhia e melhorar o seu bem-estar geral.






Fonte: lifestyle.sapo.pt                       Link: https://lifestyle.sapo.pt/saude/noticias-saude/artigos/higiene-oral-deficitaria-em-caes-e-gatos-pode-provocar-doencas-mais-graves
 
Os seguintes membros Gostam desta publicação: migel

 



Anuncie Connosco Anuncie Connosco Anuncie Connosco Anuncie Connosco Anuncie Connosco


  •   Política de Privacidade   •   Regras   •   Fale Connosco   •  
     
Voltar ao topo