iacess

ergometrica

Ortopedia Moderna

Anuncie Aqui

mobilitec
Stannah Mobilidade S.A

Autopedico

Invacare

Anuncie Aqui

Anuncie Aqui
myservice

Tecnomobile

TotalMobility

Multihortos

Drive Mobility

Autor Tópico: Pastoral da deficiência ajuda famílias desamparadas em tempo de pandemia  (Lida 223 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline Sardinha

Pastoral da deficiência ajuda famílias desamparadas em tempo de pandemia
12 mai, 2020 - 16:32 • Ana Lisboa

Apoio espiritual, psicológico e logístico é o que disponibiliza este serviço do Patriarcado de Lisboa para ajudar as famílias com deficientes a encontrar soluções para os seus problemas, numa altura de isolamento social.


Foto: DR

Apoio espiritual, psicológico e logístico é o que disponibiliza este serviço do Patriarcado de Lisboa para ajudar as famílias com deficientes a encontrar soluções para os seus problemas, numa altura de isolamento social.
A ideia do Serviço Pastoral a Pessoas com Deficiência em apoiar os deficientes e as suas famílias "surgiu de uma colaboração pré-existente com a "Fundação Famílias ComVida", que congrega a Pastoral da Família e a Cáritas Diocesana de Lisboa. E surgiu, também, da vocação do serviço em dar apoio às pessoas com deficiência, às suas famílias e cuidadores", explica Carmo Diniz.

A coordenadora deste Serviço Pastoral, Carmo Diniz, explica que há dois canais de comunicação, "o email pastoraldadeficiencia@patriarcado-lisboa.pt e existe também uma linha telefónica que é o 914 251 516" que funciona entre as 12h00 e as 18h00, de segunda a sexta-feira.


Têm recebido vários pedidos, nomeadamente, "de apoio material, pra bens de primeira necessidade, para medicamentos e para apoio psicológico. (...) Muitas pessoas precisam de alguém com quem falar sobre a situação que estão a viver e também de planear o seu futuro mais próximo, para além de precisarem de algum apoio específico".

Recebido o pedido de ajuda, "é atribuído à família um orientador Famílias ComVida, que foi formado pela Universidade Católica e que constrói com a pessoa uma rede de suporte com recurso na base de dados da Fundação. Em função dos pedidos, são ativados os meios diretos e indiretos desta rede de colaboração, ou meios de associações ou instituições ligadas a esta rede de recursos", como por exemplo o Banco Alimentar, entre outros.

Carmo Diniz sublinha que têm "psicólogos e assistentes sociais que resolvem algumas das situações".

Todas estas informações foram divulgadas através de uma linguagem adaptada, nomeadamente para os casos em que isso é necessário. Neste sentido, "contámos com a generosa colaboração do Instituto Politécnico de Leiria que transcreveu a mensagem para escrita simples, em sistema SPC, o sistema pictográfico que permite uma leitura rápida e fácil da mensagem, para que se possa chegar de uma forma eficaz a todas as pessoas e de todas as idades e com vários graus de dificuldade na leitura tradicional".

Nesta altura de pandemia, as novas tecnologias têm dado uma boa ajuda aos deficientes, sobretudo no caso da celebração da fé.

A responsável admite que "as novas tecnologias permitem que as pessoas com deficiência possam aceder sem problemas logísticos de acessibilidade física, uma vez que estão em casa. E permite ainda regular questões como o som ou o tamanho da imagem ou ainda a escolha de celebrações, que no seu formato, possam ser mais adequadas, por serem acompanhadas com música ou terem textos projetados e que ajudam a uma maior participação na liturgia".

Este tempo de isolamento social trouxe uma nova rotina para todos, mas trouxe também oportunidades de descoberta e de aprendizagem. É o que tem acontecido no seio da sua própria família. Carmo Diniz é mãe de cinco filhos, um deles deficiente profundo, e reconhece que o maior tempo passado em família tem trazido "mais-valias".

"Criam-se novos laços, descobrem-se características e capacidades que até agora estavam diluídas na rotina do dia-a-dia, cria-se uma resiliência e uma capacidade de viver a angústia destes tempos centrada nos outros e não apenas nos nossos interesses. E uma das aprendizagens que levamos deste tempo em família é o calor da simplicidade e da companhia que podemos fazer uns aos outros quando rimos e quando nos preocupamos com o futuro."


Fonte: RR
 
Os seguintes membros Gostam desta publicação: casconha

 



Anuncie Connosco Anuncie Connosco Stannah Mobilidade S.A Anuncie Connosco Anuncie Connosco


  •   Política de Privacidade   •   Regras   •   Fale Connosco   •  
       
Voltar ao topo