mobilitec

ergometrica

Ortopedia Moderna

Lismedica

Mais que Cuidar

Ortopedia Universo Senior
Stannah Mobilidade S.A

Autopedico

Invacare

Pros Avos

Ortopediareal

Contacte-nos
sembarreiras

Tecnomobile

TotalMobility

Multihortos

Drive Mobility

Contacte-nos

Autor Tópico: Ténis em cadeira de rodas. Espanha é favorita no campeonato do mundo  (Lida 38 vezes)

0 Membros e 2 Visitantes estão a ver este tópico.

Online migel

Ténis em cadeira de rodas. Espanha é favorita no campeonato do mundo

Portugal não conseguiu evitar o último lugar da fase de qualificação europeia.



Portugal não conseguiu evitar o 13.º e último lugar da Fase de Qualificação Europeia do Campeonato do Mundo de Equipas de Ténis em Cadeira de Rodas, que a Federação Portuguesa de Ténis (FPT) e a Premier Sports estão a organizar até Domingo, na Vilamoura Tennis & Padel Academy, no Algarve.

A fase de Grupos terminou hoje (Sexta-feira) e Portugal averbou três derrotas seguidas: 3-0 com a Suíça na quarta-feira, 2-1 com a Alemanha na quinta-feira e de novo 2-1 hoje com a Croácia, país que justificou o estatuto de quarta cabeça de série e que vai defrontar nas meias-finais de amanhã a grande favorita da prova da Federação Internacional de Ténis (ITF), a Espanha.

Para o selecionador nacional, Joaquim Nunes, «o mais importante de salientar é o espírito de grupo, o empenho, a possibilidade que temos de aprender em situações de um nível de jogo muito superior ao que temos internamente. Mais uma vez, tal como no ano passado, o sorteio não nos foi desfavorável e isto permitiu-nos um bom período de prática ao mais alto nível, no qual os jogadores ganham experiências e melhoram as suas capacidades».

Um bom exemplo disso foram os dois únicos encontros ganhos por Portugal nesta fase de grupos, em nove disputados: hoje, João Sanona bateu o croata Jozo Milos por 4-6, 6-4 e 6-4, em quase três horas de jogo; e ontem Carlos Leitão tinha dado conta do alemão Matthias Albanus por 7-5 e 7-5. Outro bom exemplo foram os dois pares perdidos em que participou Francisco Aguiar, o novo elemento da equipa nacional, que nunca tinha vivido uma prova de fogo deste calibre em apenas três anos de prática da modalidade e que ganhou uma experiência valiosíssima.

Jean-Paul Melo, o português que reside no Canadá e que é o tricampeão nacional, perdeu os seus dois singulares, também por defrontar sempre os líderes das equipas adversárias, naturalmente mais fortes.

Menos adaptado aos hardcourts do que à terra batida, Jean-Paul Melo admitiu ainda que «no inverno treinamos muito em recinto coberto no Canadá e depois de dois anos a vir a esta prova já percebi que as condições de muito vento e por vezes de sol com que me deparo aqui fazem com que as condições de jogo sejam muito diferentes do que estou habituado. Para o ano terei de fazer uma preparação diferente».

Note-se que, como já tinha salientado anteriormente o presidente da FPT, Vasco Costa, a média etária da seleção nacional é das mais elevadas deste Mundial. Por outro lado, os nossos jogadores são totalmente amadores, ao contrário de algumas equipas que contam com profissionais nesta variante.

É o caso da seleção de Espanha, que apresenta dois membros do top-20 do ranking mundial da ITF de cadeira de rodas. Espanha defronta exatamente a Croácia nas meias-finais de amanhã. O outro embate é entre a Grécia e Israel.

O torneio feminino não tem segunda fase de eliminação direta. As cinco nações foram agrupadas e a vencedora do Grupo será apurada para a Fase Final do Mundial, na Holanda, em Apeldoorn, na Holanda, de 28 de maio a 3 de junho.

Até ao momento, a Grã-Bretanha e a Rússia apresentam 2 vitórias cada, seguidas de Bélgica e Suécia com 1, enquanto a Áustria perdeu todos os 3 confrontos.

Para além das meias-finais masculinas e de mais encontros do grupo feminino, a jornada de amanhã contempla ainda confrontos para apurar a classificação final. Na luta pelos postos entre o 5.º e o 8.º há o Hungria-Suíça e o República Checa-Eslováquia. Para apurar do 9.º ao 12.º lugar a Alemanha joga com a Estónia e a Turquia defronta a Roménia. Só Portugal, relegado para a 13.ª posição, não joga amanhã.

Fonte: SOL
 

Offline SLB2010

Grã-Bretanha e Espanha vencem qualificação europeia para Mundial de ténis em cadeira de rodas


Equipa feminina da Grã-Bretanha
Grã-Bretanha e Espanha vencem qualificação europeia para Mundial de ténis em cadeira de rodas
EP - diáriOnline  17 Abr 2018 08:57 Desporto

 Twitter Facebook Google + Stumble linkedin PinterestMais
A Grã-Bretanha e a Espanha venceram os torneios feminino e masculino, respetivamente, da fase de qualificação europeia do Campeonato do Mundo de Equipas de Ténis em Cadeira de Rodas, disputada até à madrugada de segunda-feira em Vilamoura.

As duas equipas eram as grandes favoritas à partida, por serem habituais membros da fase final do Mundial, mas por razões diversas viram-se forçadas a disputar o «qualifying» este ano, reagindo bem à pressão adicional de uma teórica superioridade, embora as suas vitórias tenham sido obtido de forma contrastante.


 
Numa jornada chuvosa, que só terminou já depois da meia-noite, em masculinos, a Espanha resolveu rapidamente a questão, e já se tinha sagrado campeã antes das 18:00 horas. A seleção espanhola venceu os dois encontros singulares diante de Israel de forma enfática, tornando desnecessário a disputa do encontro de pares.

Equipa masculina de Espanha
Com dois jogadores do «top-20», entre os quais se destaca o canhoto Daniel Caverzaschi, muitas vezes apelidado de Rafa Nadal do ténis adaptado, a Espanha será uma das candidatas ao título, na fase final marcada para a Holanda, de 28 de maio a 3 de junho.

Diferente foi o sucesso da Grã-Bretanha, que até começou a sua final diante da Rússia meia-hora mais cedo do que a final masculina, mas cujo encontro de pares – o decisivo – só se concluiu depois da meia-noite, após um enorme esforço da organização em manter o «court» (molhado) em condições de se jogar.

O torneio feminino, que este ano teve cinco equipas – uma melhoria em relação às três de 2017 – foi disputado num sistema de todos contra todos, mas como Grã-Bretanha e Rússia tinham vencido todos os confrontos anteriores com as restantes seleções, o embate entre ambas ganhou foros de uma autêntica final.

Foi preciso recorrer ao duelo de pares para desempatar, em jogo interrompido pela chuva por duas vezes, até que, finalmente, as britânicas Shuker e Hunt vergaram Lvova e Polina Shakirova, por 7-5 e 6-1.

As finais foram os únicos confrontos a realizarem-se na última jornada. A chuva não permitiu os restantes duelos, que decidiriam a classificação entre o 3.º e o 12.º posto.

Portugal, por ter averbado três derrotas na fase de grupos, terminou no 13.º e último lugar. A seleção lusa perdeu 3-0 com a Suíça, 2-1 com a Alemanha e 2-1 com a Croácia.

Esta competição foi organizada pela Federação Portuguesa de Ténis (FPT) e pela Premier Sports, nos campos da Vilamoura Tennis & Padel Academy.


Fonte: https://regiao-sul.pt/2018/04/17/desporto/gra-bretanha-e-espanha-vencem-qualificacao-europeia-para-mundial-de-tenis-em-cadeira-de-rodas/434342
 
Os seguintes membros Gostam desta publicação: AREZ

Offline AREZ

Go Go Go !! Parabéns a toda a equipa  :palmas2: :palmas2: :palmas2:
AREZ
 
Os seguintes membros Gostam desta publicação: migel

 



Anuncie Connosco Anuncie Connosco Stannah Mobilidade S.A Anuncie Connosco Anuncie Connosco


  •   Política de Privacidade   •   Regras   •   Fale Connosco   •  
       
Voltar ao topo