iacess

ergometrica

Ortopedia Moderna

Anuncie Aqui

mobilitec
Stannah Mobilidade S.A

Autopedico

Invacare

Anuncie Aqui

TotalMobility
myservice

Tecnomobile

Anuncie Aqui

Multihortos

Drive Mobility

Autor Tópico: Intolerância à lactose  (Lida 890 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline AREZ

Intolerância à lactose
« em: 31/01/2019, 01:34 »


A intolerância à lactose (o principal açúcar do leite) deve-se a uma deficiência do corpo em segregar uma enzima chamada lactase. Normalmente, esta enzima é sintetizada pelo intestino, mas por razões de alteração do regime alimentar ou genética, algumas pessoas vêem a produção diminuir desde a infância.


Quando ausente ou em quantidade insuficiente, a lactase não pode decompor a lactose proveniente da alimentação em outros dois açúcares (glicose e galactose), não havendo absorção pelo intestino. Deste modo, a lactose acaba por chegar intacta ao intestino grosso onde é fermentada por bactérias.


Este processo provoca a produção de gás e aumento de água no intestino grosso, o que leva a uma aceleração do trânsito intestinal podendo originar diarreia, gases e dor.


Essas consequências são incómodas e dolorosas mas não podem provocar complicações mais graves, ao contrário da alergia às proteínas do leite.


A intolerância à lactose que se desenvolve com a idade afecta grande parte da população adulta, em graus variados. Na Europa e na América do Norte, estima-se que 10% da população seja afectada. Esta taxa sobe rapidamente na Europa Oriental, chegando a 30%, e a 70% na Ásia ou na África.


A intolerância à lactose também pode ser adquirida ou secundária a uma condição do intestino delgado (doença celíaca, gastroenterite ou doença de Crohn).


Por vezes podem durar várias semanas, o tempo que a mucosa intestinal demora a cicatrizar.

 

A intensidade dos sintomas varia de um indivíduo para outro em função:

- Do património genético de cada indivíduo e da sua síntese de lactase;

- Da quantidade de lactose absorvida.


Geralmente os sintomas aparecem entre 30 minutos a 2 horas após a ingestão de alimentos contendo lactose, e são de dois tipos:

- Sintomas intestinais, como gases, sensação de inchaço, cólicas abdominais, diarreia, náuseas, vómitos;

- Sintomas gerais, como dor de cabeça, fadiga, dores musculares e articulares, etc.



https://www.rita-c.com/marca/digelact
inclui Video Youtube / PDF
« Última modificação: 03/02/2019, 21:40 por AREZ »
AREZ
 
Os seguintes membros Gostam desta publicação: migel, suscoelh@

Offline suscoelh@

Re: Intolerância à lactose
« Responder #1 em: 02/02/2019, 10:07 »
Mais um pequeno contributo para que tem intolerância à lactose:

1 - Leia sempre os rótulos dos alimentos

É a melhor maneira de saber quando este componente está presente nos alimentos.

Desde dezembro de 2014 que a informação sobre alergénios e a rotulagem dos alimentos foi simplificada na Europa, o que torna mais fácil identificar rapidamente os componentes alérgenos que os alimentos contêm. Agora pode-se facilmente detetar os alergénios mais comuns, pois estão normalmente escritos a negrito, itálico ou sublinhados.

2 - Experimente diferentes opções para avaliar a sua intolerância à lactose

É natural que se tenha apercebido da sua intolerância à lactose por algum motivo, devido a um consumo mais elevado de alimentos com alto teor em lactose.

Para perceber qual o seu grau de intolerância, pode experimentar alimentos com diversos teores de lactose e assim estimar a quantidade que não irá prejudicar a sua digestão.




"As maiores coisas do mundo e as mais belas não podem ser vistas e nem sequer tocadas. Devem ser sentidas com o coração."

(Helen Keller)
 
Os seguintes membros Gostam desta publicação: AREZ

 



Anuncie Connosco Anuncie Connosco Stannah Mobilidade S.A Anuncie Connosco Anuncie Connosco


  •   Política de Privacidade   •   Regras   •   Fale Connosco   •  
       
Voltar ao topo