iacess

ergometrica

Ortopedia Moderna

Anuncie Aqui

mobilitec
Stannah Mobilidade S.A

Autopedico

Invacare

Pros Avos

Anuncie Aqui
myservice

Tecnomobile

TotalMobility

Multihortos

Drive Mobility

Autor Tópico: Jovem tetraplégica de Fátima quer ir aos Jogos Paralímpicos e é um exemplo de motivação  (Lida 385 vezes)

0 Membros e 3 Visitantes estão a ver este tópico.

Online migel

Jovem tetraplégica de Fátima quer ir aos Jogos Paralímpicos e é um exemplo de motivação


Ana Sofia Costa nasceu com distrofia muscular, uma doença degenerativa que a deixou numa cadeira de rodas.


Ana Sofia Costa tem 23 anos, é tetraplégica e é a primeira atleta do Centro de Apoio a Deficientes João Paulo II, em Fátima, a participar em provas internacionais de Boccia. A jovem, que pratica a modalidade há cerca de nove anos, começou a ser chamada à selecção nacional de Boccia o ano passado e já participou em provas internacionais no Canadá, Itália e Finlândia. A 24 de Agosto vai até Sevilha [Espanha] para mais uma competição. Se conseguir bons resultados pode apurar-se para os Jogos Paralímpicos que se realizam em 2020 em Tóquio [Japão]. A seu lado tem Celina Lourenço, 39 anos, sua parceira de competição e funcionária do Centro de Apoio a Deficientes João Paulo II.

Devido à incapacidade física de Ana Sofia, que não consegue utilizar as mãos nem os pés, Celina tem que treinar e participar em todas as provas. Antes de ser chamada à selecção nacional treinavam três vezes por semana. Agora treinam duas vezes por dia, todos os dias. O treinador David Henriques diz que se é para competir a sério tem que se treinar muito para os resultados aparecerem. O que tem acontecido. No Canadá, em Abril deste ano, Ana Sofia e Celina participaram a pares (com outro elemento da selecção nacional) e conquistaram o quinto lugar. No final de Maio viajaram até Itália tendo obtido a medalha de prata em pares e 11º lugar individual. No final de Junho, a competição foi na Finlândia tendo conseguido o segundo lugar individual e primeiro em pares.

O director do Centro de Apoio a Deficientes João Paulo II, Joaquim Guardado, considera que a chamada de uma atleta da instituição à selecção nacional de Boccia é motivo de orgulho e satisfação. “A Ana Sofia é muito calma e tem garra. Esta é uma modalidade que exige muita paciência e concentração. Estamos todos muito orgulhosos desta equipa que está a fazer sucesso”, referiu Joaquim Guardado a
O MIRANTE. Ana Sofia vai começar a ter aulas de Inglês para se adaptar melhor à competição internacional e às viagens que tem que fazer.

O Boccia joga-se com 13 bolas, seis vermelhas, seis azuis e uma branca. O objectivo é tentar aproximar o maior número de bolas da bola branca. Este desporto foi criado para pessoas com deficiência, para que pratiquem uma actividade física. “Adaptou-se o jogo da petanca para pessoas com deficiência. Os atletas dividem-se por classes de acordo com o nível de deficiência de cada um. Alguns utilizam um capacete, outros utilizam as mãos ou os pés. Depende da deficiência física de cada um”, explica David Henriques. Ana Sofia utiliza um capacete e uma calha para praticar a modalidade por não ter capacidade de mover as bolas com as mãos ou os pés.

O treinador diz que Ana Sofia tem feito boas provas mas que a competição de Boccia evoluiu muito a nível internacional nos últimos anos e não será fácil o apuramento para os Jogos Paralímpicos. “Vamos dar tudo por tudo para que a Ana Sofia consiga atingir o seu objectivo, com a ajuda imprescindível da Celina, que está sempre disponível para treinar, apesar de ter que conciliar com o seu trabalho no centro e a vida pessoal”, afirma David Henriques.

No Centro de Apoio a Deficientes João Paulo II existem actualmente dez utentes a praticar Boccia. O facto de Ana Sofia ter sido chamada à selecção nacional tem motivado os outros atletas para melhorarem o seu desempenho.


Fonte: O Mirante
 
Os seguintes membros Gostam desta publicação: Ana-S

 



Anuncie Connosco Anuncie Connosco Stannah Mobilidade S.A Anuncie Connosco Anuncie Connosco


  •   Política de Privacidade   •   Regras   •   Fale Connosco   •  
       
Voltar ao topo