iacess

ergometrica

Ortopedia Moderna

Anuncie Aqui

mobilitec
Stannah Mobilidade S.A

Autopedico

Invacare

Pros Avos

Anuncie Aqui
myservice

Tecnomobile

TotalMobility

Multihortos

Drive Mobility

Autor Tópico: Prestação Social para Inclusão - Complemento  (Lida 39468 vezes)

0 Membros e 35 Visitantes estão a ver este tópico.

Offline fxmandre

Re: Segunda Fase Prestação Social para a Inclusão - COMPLEMENTO
« Responder #195 em: 27/03/2019, 22:53 »
As contas que eu já tinha feito e nunca tinha conseguido chegar a esse valor, mas nesta situação já não consigo obter o valor completo:

Já um casal, sem filhos, em que um deles tem mais de 80% de incapacidade e um grau de dependência elevado, e que só tem como rendimentos a PSI completa, complemento por dependência (93 euros) e um rendimento social de inserção de 317 euros, terá direito ao complemento por inteiro.

O complemento da PSI não conta (para o cálculo) os seguintes rendimentos
1. Subsídio social de desemprego;
2. Subsídios sociais no âmbrito da parentalidade (subsídio social parental, subsídio social por
adoção, subsídio social por interrupção da gravidez, subsídio social por risco clínico e subsídio
social por riscos específicos);
3. Rendimento social de inserção;
4. Complemento solidário para idosos;
5. Complemento por dependência;
6. Complemento por cônjuge a cargo;
7. Prestação suplementar da pensão por riscos profissionais para assistência a terceira pessoa.


Logo a conta a meu ver ficaria

431,32*(1+0,7)-269,39(Valor PSI)= 463,85€

Como dá um valor superior ao valor máximo, assume o valor máximo, ou seja receberia a totalidade do complemento.
 
Os seguintes membros Gostam desta publicação: migel, Pantufas

Online jpcs94

Re: Segunda Fase Prestação Social para a Inclusão - COMPLEMENTO
« Responder #196 em: 27/03/2019, 23:05 »
O complemento da PSI não conta (para o cálculo) os seguintes rendimentos
1. Subsídio social de desemprego;
2. Subsídios sociais no âmbrito da parentalidade (subsídio social parental, subsídio social por
adoção, subsídio social por interrupção da gravidez, subsídio social por risco clínico e subsídio
social por riscos específicos);
3. Rendimento social de inserção;
4. Complemento solidário para idosos;
5. Complemento por dependência;
6. Complemento por cônjuge a cargo;
7. Prestação suplementar da pensão por riscos profissionais para assistência a terceira pessoa.


Logo a conta a meu ver ficaria

431,32*(1+0,7)-269,39(Valor PSI)= 463,85€

Como dá um valor superior ao valor máximo, assume o valor máximo, ou seja receberia a totalidade do complemento.

Faz sentido sim tens razão
 
Os seguintes membros Gostam desta publicação: migel, Pantufas

Online jpcs94

Re: Segunda Fase Prestação Social para a Inclusão - COMPLEMENTO
« Responder #197 em: 28/03/2019, 00:19 »
Pessoal parece que o membro fxmandre descobriu o enigma, suspeito que acertou em cheio
 
Os seguintes membros Gostam desta publicação: migel, Pantufas

Offline fxmandre

Re: Segunda Fase Prestação Social para a Inclusão - COMPLEMENTO
« Responder #198 em: 28/03/2019, 01:34 »
Pessoal parece que o membro fxmandre descobriu o enigma, suspeito que acertou em cheio

Acabei de fazer uma compilação dos dez cenários "mais prováveis" de acontecer com base na melhor interpretação possível que fiz da legislação juntamente com outra pessoa:
- Pessoa sozinha
- Pessoa com filho menor
- Pessoa com cônjuge saudável (com 0, 1 ou 2 filhos)
- Pessoa com cônjuge, ambos com deficiência (com e sem um filho)
- Pessoa com pais
- Pessoa com um ou dois progenitores e irmão menor

As contas falam por si... para maximizar o valor a receber do complemento, o melhor é juntar trapos com outra pessoa com incapacidade e eventualmente ter um filho...

Nunca pensei dizer isto, mas acho que nos tramaram bem, e quem fez esta lei soube muito bem o que fez... estou à procura da senhora independência, alguém a viu por aqui?

PS: Documento atualizado com base no oficio recebido por correio - correção da ponderação  Casal ambos com deficiência (com e sem um filho) - fica (1+0,75+0,5) ou (1+0,75)
« Última modificação: 29/03/2019, 18:59 por fxmandre »
 
Os seguintes membros Gostam desta publicação: migel, Pantufas, cristina

Offline sadasred

Re: Segunda Fase Prestação Social para a Inclusão - COMPLEMENTO
« Responder #199 em: 28/03/2019, 11:27 »
Na lista desses 10 cenários falta também mais um provável.

Pessoa com Deficiência sem Pais e com irmão(s) Adulto
 
Os seguintes membros Gostam desta publicação: migel, Pantufas

Online jpcs94

Re: Segunda Fase Prestação Social para a Inclusão - COMPLEMENTO
« Responder #200 em: 28/03/2019, 11:33 »
Acabei de fazer uma compilação dos dez cenários "mais prováveis" de acontecer com base na melhor interpretação possível que fiz da legislação juntamente com outra pessoa:
- Pessoa sozinha
- Pessoa com filho menor
- Pessoa com cônjuge saudável (com 0, 1 ou 2 filhos)
- Pessoa com cônjuge, ambos com deficiência (com e sem um filho)
- Pessoa com pais
- Pessoa com um ou dois progenitores e irmão menor

As contas falam por si... para maximizar o valor a receber do complemento, o melhor é juntar trapos com outra pessoa com incapacidade e eventualmente ter um filho...

Nunca pensei dizer isto, mas acho que nos tramaram bem, e quem fez esta lei soube muito bem o que fez... estou à procura da senhora independência, alguém a viu por aqui?

O GPS deve ter avariado temos de fazer uma petição para que seja revisto os parâmetros relativos à nossa independência, só assim chegará à assembleia, confrontá-los perguntando se conseguem viver com menos de um salário mínimo
 
Os seguintes membros Gostam desta publicação: migel, Pantufas, cristina

Offline fxmandre

Re: Segunda Fase Prestação Social para a Inclusão - COMPLEMENTO
« Responder #201 em: 28/03/2019, 11:35 »
Na lista desses 10 cenários falta também mais um provável.

Pessoa com Deficiência sem Pais e com irmão(s) Adulto

Esse cenário acaba por ser o mesmo que pessoa com cônjuge saudável, em termos de contas, o coeficiente usado é o mesmo (1+0,7)
« Última modificação: 28/03/2019, 11:48 por fxmandre »
 
Os seguintes membros Gostam desta publicação: migel, Pantufas

Offline sadasred

Re: Segunda Fase Prestação Social para a Inclusão - COMPLEMENTO
« Responder #202 em: 28/03/2019, 11:41 »
Mas o coeficiente não seria então (1+0.7), pois o irmão adulto não teria deficiência.
 
Os seguintes membros Gostam desta publicação: migel, Pantufas

Offline fxmandre

Re: Segunda Fase Prestação Social para a Inclusão - COMPLEMENTO
« Responder #203 em: 28/03/2019, 11:49 »
Mas o coeficiente não seria então (1+0.7), pois o irmão adulto não teria deficiência.

Exacto, enganei me a digitar os números
 
Os seguintes membros Gostam desta publicação: migel

Offline sadasred

Re: Segunda Fase Prestação Social para a Inclusão - COMPLEMENTO
« Responder #204 em: 28/03/2019, 11:57 »
fxmandre, realmente partilho a tua opinião, eles fizeram muito bem a lei para o complemento, basta um elemento no agregado familiar ganhar o salário mínimo para o complemento ser igual a zero.
 
Os seguintes membros Gostam desta publicação: migel

Online Meira86

Re: Segunda Fase Prestação Social para a Inclusão - COMPLEMENTO
« Responder #205 em: 28/03/2019, 12:09 »
Liguei agora para Segurança Social para saber sobre o meu processo. Em primeiro lugar dizem que não ha sistema, so mais logo podem informar algo. Em segundo lugar questionei sobre a questão do agregado familiar.  Porque cá em casa somos tres (eu, meu pai e a minha avó), sempre entendi - pelo que tinha lido até agora, que para efeitos de atribuição do complemento, a minha avó não era contabilizada, hoje ao telefone, já dizem que sim... Estou a ver que vou receber 0, já que a minha avó recebe ao todo cerca de 485€, eu a PSI, e o meu pai está desempregado, mas contando com ela, duvido que me atribuam algo. 
 
Os seguintes membros Gostam desta publicação: migel

Online nivelone

Re: Segunda Fase Prestação Social para a Inclusão - COMPLEMENTO
« Responder #206 em: 28/03/2019, 12:10 »
eu acho que o grande problema é uma pessoa sozinha ganhar 438 não é equivalente a duas ganharem 700 e tal ou 3 a ganharem mil... quem está sozinho está muito mais desprotegidos e carenciados... porque na minha opinião 2 com 700 até conseguem viver enquanto 1 com 438 não
 
Os seguintes membros Gostam desta publicação: migel, Meira86

Offline sadasred

Re: Segunda Fase Prestação Social para a Inclusão - COMPLEMENTO
« Responder #207 em: 28/03/2019, 12:19 »
Contudo apesar de irem haver muitos deferimentos com valor de Zero, eles sempre foram transparentes nesse processo (mesmo antes da saída da portaria).

Eu por exemplo não tenho rendimentos de trabalho, aufiro a PSI Componente base + duas pensões de sobrevivência dos Pais (desde Março 2018) que infelizmente já não tenho, vivo com um irmão adulto sem deficiência a ganhar o salário mínimo.

Logo agora que saiu a portaria e a forma de fazer os cálculos, foi mesmo só fazer para confirmar que o valor que me vão atribuir será de 0€

Ou seja candidatei-me para desfazer a simples dúvida de quanto poderia (ou não receber) nunca me iludi que iria receber mais valor.

Claro que eles aqui tentaram favorecer quem vive sem nada ou com muito pouco rendimento, mas lá está a maior parte dos deferimentos vão ser valores que não vão corresponder as expectativas de muitos.

Que é o que está a acontecer aqui pelas experiências que vamos partilhando no fórum!
« Última modificação: 28/03/2019, 12:20 por sadasred »
 
Os seguintes membros Gostam desta publicação: migel

Offline fxmandre

Re: Segunda Fase Prestação Social para a Inclusão - COMPLEMENTO
« Responder #208 em: 28/03/2019, 12:28 »
Contudo apesar de irem haver muitos deferimentos com valor de Zero, eles sempre foram transparentes nesse processo (mesmo antes da saída da portaria).

Eu por exemplo não tenho rendimentos de trabalho, aufiro a PSI Componente base + duas pensões de sobrevivência dos Pais (desde Março 2018) que infelizmente já não tenho, vivo com um irmão adulto sem deficiência a ganhar o salário mínimo.

Logo agora que saiu a portaria e a forma de fazer os cálculos, foi mesmo só fazer para confirmar que o valor que me vão atribuir será de 0€

Ou seja candidatei-me para desfazer a simples dúvida de quanto poderia (ou não receber) nunca me iludi que iria receber mais valor.

Claro que eles aqui tentaram favorecer quem vive sem nada ou com muito pouco rendimento, mas lá está a maior parte dos deferimentos vão ser valores que não vão corresponder as expectativas de muitos.

Que é o que está a acontecer aqui pelas experiências que vamos partilhando no fórum!

Eu embora achasse esmola demais os 700€ pensei, bem como só tenho a PSI, logo sou pobre porque não dá para sobreviver com aquilo se receber os 421,32€, até que já dá para por em hipótese vir a ser independente. Mas depois quando percebi a relidade foi uma grande desilusão, porque achava que o complemento seria um extra com aquele valor máximo e não um limiar ao qual se retira os rendimentos que se recebe... a lei e o português acabam por nos tratar porque não está 100% claro que é o valor de referência menos os rendimentos do agregado
 
Os seguintes membros Gostam desta publicação: migel, cristina

Offline jimmypt67

Re: Segunda Fase Prestação Social para a Inclusão - COMPLEMENTO
« Responder #209 em: 28/03/2019, 13:38 »
Infelizmente quem faz e vota leis neste País vive noutro patamar,não sabe o que é viver com salários e pensões de miséria.
É o País que temos,haverá sempre desigualdades...O dinheiro que faz falta para se fazerem políticas sociais mais justas para com os cidadãos mais vulneráveis,é gasto a tapar buracos bancários.
« Última modificação: 28/03/2019, 13:41 por jimmypt67 »
 
Os seguintes membros Gostam desta publicação: migel, cristina, roncas75

 



Anuncie Connosco Anuncie Connosco Stannah Mobilidade S.A Anuncie Connosco Anuncie Connosco


  •   Política de Privacidade   •   Regras   •   Fale Connosco   •  
       
Voltar ao topo