iacess

ergometrica

Ortopedia Moderna

Liftech

mobilitec

onlift
Stannah Mobilidade S.A

Autopedico

Invacare

Anuncie Aqui

TotalMobility

Rehapoint
myservice

Tecnomobile

Liftech

Multihortos

Anuncie Aqui

Anuncie Aqui

Autor Tópico: Cidadãos que doaram sangue receberam 2.150 livros como agradecimento  (Lida 751 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Online Nandito

 
Cidadãos que doaram sangue receberam 2.150 livros como agradecimento

01/07/22 13:13 ‧ Há 3 mins por Lusa


Fonte de imagem: © iStock

Os cidadãos que doaram sangue de 13 a 19 de junho receberam como agradecimento 3.200 'vouchers' de livros e, desses, foram levantados 2.150, revelaram hoje o Instituto Português do Sangue e Transplantação (IPST) e a livraria Wook.


A oferta verificou-se ao abrigo da campanha 'Momentos Solidários - Dar o Litro', com que a empresa livreira portuguesa se associou ao instituto público para assinalar pela segunda vez o Dia Mundial do Doador de Sangue, celebrado internacionalmente a 14 de junho.

Na prática, as colheitas decorreram nos mesmos moldes em que habitualmente já acontecem em dezenas de locais do país, mas desta vez com a diferença de que, aos cerca de 3.200 dadores que participaram durante aquela semana específica, o IPST entregou um vale de oferta que a Wook converteria num de 64 títulos indicados para o efeito no seu 'site'.

Para as 2.150 pessoas que aderiram, o livro seguiu depois de forma gratuita para o respetivo domicílio.

Realçando que "a dádiva de sangue é um ato voluntário, benévolo, altruísta e não remunerado", fonte oficial da direção do IPST declarou à Lusa que cada livro foi assim um gesto de agradecimento pela disponibilidade dos dadores.

"Oferecer cultura é sempre uma excelente iniciativa. Associar cultura à solidariedade parece-nos ainda melhor", sublinhou.

Segundo a Wook, a seleção dos 64 livros disponibilizados aos dadores procurou abranger géneros que agradassem "a todos os gostos, incluindo títulos de ficção e não-ficção, desde clássicos intemporais a temas mais atuais", e foi possível porque várias editoras "entusiasticamente se juntaram a esta ação, permitindo dinamizar o gosto pela leitura e o incentivo à dádiva de sangue".

Foi o caso da Bertrand, do Clube do Autor, da In, da Leya, da Penguim Random House, da Pergaminho, da Zero a Oito e de várias chancelas dos grupos Porto Editora e Presença.

Relativamente às reservas hospitalares de sangue, o IPST alerta que "os hospitais portugueses precisam de aproximadamente entre 800 a 1.000 unidades de sangue por dia e, embora a situação agora esteja estável, a dádiva de sangue em Portugal enfrenta importantes desafios. Se considerarmos que a dádiva se realiza, preferencialmente, entre os 18 e os 65 anos, as alterações demográficas -- com uma população cada vez mais envelhecida -- têm impacto no número de dadores, bem como as doenças emergentes e as alterações climáticas".

Para serem dadores de sangue, os interessados precisam ter entre 18 e 65 anos ou um máximo de 60 no caso da primeira dádiva, devendo pesar mais de 50 quilogramas e possuir hábitos de vida saudáveis.





Fonte: noticiasaominuto.com                     Link: https://www.noticiasaominuto.com/pais/2026609/cidadaos-que-doaram-sangue-receberam-2150-livros-como-agradecimento
 

 



Anuncie Connosco Anuncie Connosco Stannah Mobilidade S.A Anuncie Connosco Anuncie Connosco


  •   Política de Privacidade   •   Regras   •   Fale Connosco   •  
     
Voltar ao topo