iacess

ergometrica

Ortopedia Moderna

Liftech

mobilitec

onlift
Stannah Mobilidade S.A

Autopedico

Invacare

Ortopedia Real

TotalMobility

Rehapoint
myservice

Tecnomobile

Liftech

Multihortos

Drive Mobility

Anuncie Aqui

Últimas Mensagens

Páginas: [1] 2 3 ... 10
1
Apresentações & Regras / Bem vindo NJPRoject
« Última mensagem por Neo em Hoje às 22:14 »
Bem-Vindo NJPRoject ao Deficiente-Forum.  

Agradecemos a tua inscrição no nosso Fórum e esperamos poder ajuda-lo no que for preciso, também esperamos poder aprender muito com a sua sabedoria e disponibilidade para o que seja necessário.

Faça agora sua apresentação neste post.

Obrigado
A Administração
2
PUBLICADA A PRIMEIRA NORMA INTERNACIONAL DEDICADA AO TURISMO ACESSÍVEL

Por Publituris a 22 de Julho de 2021 as 14:06



Já foi publicada a primeira norma internacional dedicada ao Turismo Acessível, ISO 21902 – Turismo e serviços relacionados – Turismo acessível para todos. O documento fornece os requisitos e diretrizes para facilitar o acesso à fruição turística por pessoas de todas as idades e capacidades, incluindo pessoas que possam enfrentar problemas de acessibilidade permanentes ou temporárias (acidentadas, grávidas, famílias com crianças pequenas) ou ter requisitos de acesso específicos (pessoas com incapacidade física, sensorial ou cognitiva).

A ISO 21902 destina-se, assim, a toda a cadeia de valor do turismo, desde autoridades nacionais, regionais e locais, aos serviços de restauração, alojamento turístico, agências de viagens, animação turística, transporte, entre outros, deixando evidente “a necessidade de todos os profissionais de turismo prestarem no destino serviços acessíveis, proporcionando, desse modo experiências de viagem satisfatórias para todos”, revela o Turismo de Portugal em nota do site.

Esta norma internacional visa, também, promover uma maior consistência e clareza internacional sobre como tornar os equipamentos e os serviços turísticos mais acessíveis.

Fonte: publituris.pt        Link: https://www.publituris.pt/2021/07/22/publicada-a-primeira-norma-internacional-dedicada-ao-turismo-acessivel/
3
Acção Social / Porto Santo já tem 'Casa do Voluntário'
« Última mensagem por Nandito em Hoje às 15:28 »
Porto Santo já tem 'Casa do Voluntário'

Madeira Gonçalo Maia 30 Jul 2021 15:01



A ilha do Porto Santo passou ter desde esta sexta-feira, a 'casa do voluntario'.

A secretária regional dos assuntos socais e inclusão, Augusta Aguiar esteve no Porto Santo para vista diversas instituições locais e abordou que a Casa do Voluntário, “é uma IPSS que já tem vários projectos e valências socais em acordos de cooperação com o governo regional”.

“Apresentaram-nos um projecto 'O Porto Santo Inclusivo', esse projecto foi aceite porque vem ao encontro do programa de governo que é em articulação um trabalho em rede com as IPSS, chegar á população, sobretudo, á população com maior venerabilidade social e económica”, disse a governante.

Augusta Aguiar, chamou atenção que a 'casa voluntário', “é uma IPSS que já tem 20 anos de existência e hoje estamos a inaugurar no Porto Santo, as instalações provisórias” que estão situadas no edifício na entrada principal do parque de campismo da ilha dourada.

A futura sede da 'casa do voluntario' no Porto Santo ficará situada na antiga escola primária, localizada no sítio da Ponta, que foi cedida pela câmara municipal.

A secretaria regional dos assuntos socais e inclusão anunciou que no Porto Santo, “já temos cinco famílias vulneráveis identificadas e vinte em analise e vamos ter um apoio intergeracional, não só um apoio aos idosos, mas também, às crianças e jovens com várias valências socais, nomeadamente com voluntariado de proximidade, acompanhamento dos idosos eu vivem sós, distribuição de refeições e outras partes de apoio, nomeadamente, em termos habitacionais com pequenas obras e equipamentos para esse fim”.

A secretaria regional visita esta sexta feira, o Clube naval do Porto Santo, que tem o projecto apoiado pelo orçamento participativo “Velejar pela Inclusão” e também vai inteirar-se dos programas de fundos socais criados durante a pandemia para o Porto Santo, o fundo de emergência para o apoio social e o FAROL como esta a ser esse trabalho no terreno.


Fonte: dnoticias.pt         Link: https://www.dnoticias.pt/2021/7/30/271252-porto-santo-ja-tem-casa-do-voluntario/
4
Limpeza com animais em casa e sem falhas? Eis o que deve fazer

É necessário reforçar os hábitos e rotinas de limpeza quando se tem companheiros de quatro patas. E mesmo intensificar o número de vezes que o faz. Mas acredite que não é a dor de cabeça que está a imaginar. Ora veja.


Fonte imagem: © iStock

30/07/21 14:14 ‧ HÁ 56 MINS POR NOTÍCIAS AO MINUTO
CASA LIMPEZA


De uma coisa temos a certeza, a limpeza com animais em casa não é igual à limpeza sem patudos, começa por revelar o Ekonomista. Não são poucas as pessoas que até gostariam de ter um cão ou um gato em casa, mas que acabam por adiar essa decisão pelo facto de recearem a sujidade e falta de ordem em casa.

É claro que é necessário reforçar os hábitos e rotinas de limpeza quando se tem companheiros de quatro patas. E mesmo intensificar o número de vezes que o faz, refere a plataforma. Mas acredite que não é a dor de cabeça que está a imaginar, sustenta.

Assim, espreite 'aqui' alguns truques de limpeza com animais em casa, enumerados pelo Ekonomista. Tome nota.

Mais vale prevenir do que remediar

Um dos principais truques de limpeza com animais em casa não é, na verdade, um truque propriamente dito, porque mais do que limpar o que está sujo, não há nada como prevenir.

Assim, limpe as patas ao seu cão antes de entrar em casa e se vir que largou muito pelo num local da casa, remova imediatamente e evite que os pelos comecem a espalhar-se pelo ar.

Ensine-lhes regras

O que o Ekonomista quer dizer com isto é que incuta algumas regras. Nada de subir para o sofá; evite que entre em algumas divisões de casa e ensine-o a 'abanar-se' para libertar o pelo em excesso no exterior da casa.

Aposte numa boa luva

Um dos truques de limpeza com animais em casa que é mesmo mesmo obrigatório é a limpeza do pelo do seu melhor amigo, faz notar a plataforma. Não poupe dinheiro neste acessório, até porque vai poupar-lhe horas de limpezas.

Escove-o pelo menos uma vez por semana e, em especial, nas alturas de mudança de pelo (mudanças de estação), reforce para 2 a 3 vezes.

Considere adquirir um aspirador automático

Estes robots são os melhores amigos de donos de animais. Isto porque o único esforço que exigem é mesmo o financeiro inicial e depois o ligar e carregar o aparelho.

Estes robots aspiram a casa sozinhos, evitam degraus e são inteligentes para contornar a mobília. Ponha-o a trabalhar uma vez por dia e note as diferenças.

Folhas de salsa na gamela da ração

Por mais que limpe a zona de refeição do seu companheiro de quatro patas, parece que fica sempre um odor no ar a comida de cão ou de gato. Para mudar isso, basta que coloque dentro da gamela (ou junto dela) uns raminhos de salsa. Além de aromatizar o ar, vai dar um hálito fresco ao seu animal de estimação.

Areia do gato sempre impecável

Segundo o Ekonomista, existe uma mistura caseira que é um dos truques de limpeza com animais em casa que vai agradecer conhecer. Misture umas gotas de água, álcool, bicarbonato de sódio, vinagre branco e amaciador da roupa, mexa bem e coloque a mistura num borrifador. Depois, borrife na areia do gato, no ninho dos patudos ou em locais mais frequentados por eles.

Banho semanal?

Se pensa que um dos truques de limpeza com animais em casa passa por investir num maior número de banhos aos seus animais, está enganado. Isso só vai fazer com que o seu cheiro fique mais intenso, revela a plataforma.

Nesse sentido, só deverá dar-lhes banho no máximo uma vez por mês e, se sentir mesmo necessidade, aposte numa champô seco para ir fazendo a manutenção.

A mopa é a sua melhor amiga

Se há utensílio indispensável numa casa com animais é uma mopa. Muito mais do que uma vassoura. Afinal, esta última acaba por levantar muito mais pelo e poeira do que aquela que efetivamente varre.

Ambientadores

Por mais que ande em cima da situação, e por mais perfume que lhes coloque, os animais têm um odor característico que pode ser mais incomodativo para algumas pessoas do que para outras.

Atualmente, o que não faltam são opções de diferentes ambientadores. E muitas delas têm até versões de aromas específicos para quem tem animais, sublinhe-se.

Fonte: noticiasaominuto.com         Link: https://www.noticiasaominuto.com/casa/1805946/limpeza-com-animais-em-casa-e-sem-falhas-eis-o-que-deve-fazer
5
Sabe o que diz a lei sobre o transporte de animais de companhia?

Jorge Flores 30/07/2021



Em período de férias, todos os cuidados são poucos no transporte dos animais de companhia. Nesta parceria entre Motor 24 e Contesta Multas, da CRS Advogados, explicamos-lhe o que diz a lei sobre este assunto.
O transporte de animais de companhia vem regulado no Decreto-Lei de nº 276/2001 (alterado pelo Decreto-Lei nº 315/2003, datado de 17 de dezembro), https://dre.pt/application/file/a/432912 onde consta no artigo 10.º que este deve ser “efetuado em veículos e contentores apropriados à espécie e ao número de animais a transportar tendo em conta o espaço, ventilação, temperatura, segurança e fornecimento de água de forma a salvaguardar a proteção dos mesmos e a segurança de pessoas e outros animais”, explica a Contesta Multas.

No Código da Estrada não há referência direta ao transporte de animais de companhia, mas pode ler-se no n.º 2 do artigo 56º que “é proibido o trânsito de veículos ou animais carregados por tal forma que possam constituir perigo ou embaraço para os outros utentes da via ou danificar os pavimentos, instalações, obras de arte e imóveis marginais”, lembra a Contesta Multas. “Dessa forma, é indispensável que, ao realizar o transporte de animais de companhia em automóveis, esteja atento às indicações que visam garantir que a segurança e a condução não saem prejudicadas”, acrescenta.

Apesar do transporte animais estar regulado no artigo 56.º, de epígrafe “Transporte de carga”, foi aprovado por unanimidade em Assembleia da República – através de estatuto jurídico específico – que os animais são “seres vivos dotados de sensibilidade” e, portanto, “objeto de proteção jurídica em virtude da sua natureza”.

“Não obstante a lei não tecer especificações com exatidão, no que diz respeito às condições exigidas sobre como deve ser feito o transporte de animais, não pode, sob qualquer hipótese, prejudicar a segurança da condução. Isso quer dizer que, ainda que o animal seja de facto parte da família, o seu patudo não pode mesmo andar à solta num carro em viagem”, explica a mesma fonte.


Em caso de incumprimento, poderá ser sancionado com coima de 60 a 300 euros, como prescreve o n.º 5 artigo 56º.
“Se viajar ou for férias de comboio, saiba que o transporte de animais de companhia em comboios consta de legislação específica, o Decreto-Lei nº 58/2008, de 26 de março, o qual permite o transporte de animais de estimação, desde que encerrado em contentor que possa ser transportado como volume de mão, com dimensões que não afetem o conforto e segurança dos demais passageiros”, adianta ainda a Contesta Multas.



Fonte: motor24.pt           Link: https://www.motor24.pt/area-de-servico/sabe-o-que-diz-a-lei-sobre-o-transporte-de-animais-de-companhia/1528453/
6
A grande fábrica ilegal de cães. Documentário sobre a venda de animais de estimação na Internet

29 JULHO 2021 20:00



Há uma indústria online que faz milhões de euros a vender cachorros criados em condições deploráveis. O tráfico de animais é internacional e tem ramificações também em Portugal. Patrícia Pinto comprou Oddy, uma buldogue francesa, na internet. O boletim de vacinas tinha vinhetas falsas, carimbadas por veterinários inexistentes, e a cadela chegou infetada com parvovirose. Veja o documentário do Expresso sobre a grande fábrica ilegal de vendas online de animais de estimação.

Fonte: expresso.pt            Link: https://expresso.pt/multimedia/video/2021-07-29-A-grande-fabrica-ilegal-de-caes.-Documentario-sobre-a-venda-de-animais-de-estimacao-na-Internet-d3d76c46
7
«IMAGINAVA-OS A PUXAR A MINHA CADEIRA DE RODAS, E NÃO O CONTRÁRIO»

tvi.iol.pt 26 de Julho 2021

JOAQUIM SANTOS CUIDA DOS DOIS NETOS COM PARALISIA CEREBRAL E ESTEVE HOJE NO «DOIS ÀS 10» PARA CONTAR COMO É VIVER ASSIM.



Veja aqui o video da noticia: https://tvi.iol.pt/doisas10/paralisia-cerebral/joaquim-santo/imaginava-os-a-puxar-a-minha-cadeira-de-rodas-e-nao-o-contrario?jwsource=cl

«Imaginava-os a puxar a minha cadeira de rodas, e não o contrário», Joaquim Santos tem 76 anos e cuida dos dois netos com paralisia cerebral.

A sua filha tem também um problema de saúde e precisa de trabalhar, logo Joaquim tem de ficar com os netos que são totalmente dependentes de si.

Joaquim assume que o futuro o inquieta e que estas crianças são muitas das vezes esquecidas e vivem à margem da sociedade. Deixa ainda críticas ao Estado português por não apoiar devidamente estas situações.

«As coisas estão invertidas», confessa o avô, por saber que vai ficando sem capacidades e eles vão cada vez mais necessitando de alguém cheio de capacidades.

A família criou uma página de Facebook para ajudar, saiba como em:https://www.facebook.com/groups/762024674146457


Fonte: tvi.iol.pt        Link: https://tvi.iol.pt/doisas10/paralisia-cerebral/joaquim-santo/imaginava-os-a-puxar-a-minha-cadeira-de-rodas-e-nao-o-contrario
8
"Quem tem o base da PSI n tem direito porquê??   :D"

Também reparei nisso  :hum:  às tantas porque quem tem a componente Base deve ser bastante rico e não precisa...

sinceramente  :dah: cambada de anormais
  :toma:
9
Só mesmo para quem não tem quase nada, ex: complemento da prestação social para inclusão
Quem tem o base da PSI n tem direito porquê??   :D
10
Tarifa social de Internet vai permitir pagar menos pela banda larga. Quem pode ter acesso?

Foi hoje publicado o diploma que concretiza uma das medidas bandeira do Governo, e que deverá dar acesso a preços mais baixos na internet de banda larga fixa e móvel a 700 mil famílias. Veja quem pode ter acesso

Fátima Caçador 30 jul 2021 11:17



A medida estava em preparação há mais de um ano e hoje foi finalmente publicado do Decreto Lei, mas não é claro quando pode efetivamente entrar em vigor. O objetivo é que a tarifa social beneficie cerca de 700 mil famílias, as mesmas que têm acesso a preços mais baixos na água e eletricidade, só que não está ainda definido o preço nem alguns parâmetros relevantes, como velocidade e tráfego destes serviços.

O SAPO TEK compilou algumas das questões sobre esta Tarifa Social, já com base nos dados do Decreto Lei 66/2021, que partilhamos abaixo.

Quem pode ter acesso à Tarifa Social de Internet?

A tarifa social aplica-se a consumidores com baixos rendimentos ou com necessidades sociais especiais. O diploma hoje publicado indica que são considerados, para efeitos da aplicação do presente decreto-lei, consumidores com baixos rendimentos ou com necessidades sociais especiais as pessoas singulares que se encontrem nas seguintes situações:

a) Os beneficiários do complemento solidário para idosos;

b) Os beneficiários do rendimento social de inserção;

c) Os beneficiários de prestações de desemprego;

d) Os beneficiários do abono de família;

e) Os beneficiários da pensão social de invalidez do regime especial de proteção na invalidez ou do complemento da prestação social para inclusão;

f) Agregados familiares com rendimento anual igual ou inferior a (euro) 5808,00, acrescidos de 50 %, por cada elemento do agregado familiar que não disponha de qualquer rendimento, incluindo o próprio, até um limite de 10 pessoas; e

g) Os beneficiários da pensão social de velhice.

O apuramento do rendimento anual é feito nos termos do n.º 2 do artigo 3.º da Portaria n.º 311-D/2011, de 27 de dezembro, na sua redação atual, considerando-se agregado familiar, em cada ano, o conjunto de pessoas nos termos definidos no artigo 13.º do Código do Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 442-A/88, de 30 de novembro, na sua redação atual.

Onde é que se aplica a tarifa social?

A tarifa é aplicada em todo o território português

Posso ter mais do que um serviço com tarifa social?

Cada consumidor ou agregado familiar só pode beneficiar de uma tarifa social de fornecimento de serviços de acesso à Internet em banda larga, pelo que não pode acumular a banda larga fixa e móvel. O Decreto Lei indica porém que os estudantes universitários, inseridos em agregados familiares que se encontrem em situações de baixo rendimento e que se desloquem para outros municípios do país para estudar, podem igualmente beneficiar da atribuição da tarifa social de fornecimento de serviços de acesso à Internet em banda larga.

Quais são os serviços incluídos?

O serviço prestado no âmbito da tarifa social de fornecimento de serviços de acesso à Internet é disponibilizado através de banda larga fixa ou móvel, sempre que exista infraestrutura instalada e ou cobertura móvel que permita essa prestação, e deve suportar o seguinte conjunto mínimo de serviços:

a) Correio eletrónico;

b) Motores de pesquisa, que permitam procurar e consultar todos os tipos de informação;

c) Ferramentas de formação e educativas de base em linha;

d) Jornais ou notícias em linha;

e) Compra ou encomenda de bens ou serviços em linha;

f) Procura de emprego e instrumentos de procura de emprego;

g) Ligação em rede a nível profissional;

h) Serviços bancários via Internet;

i) Utilização de serviços da Administração Pública em linha;

j) Utilização de redes sociais e mensagens instantâneas;

k) Chamadas e videochamadas (com qualidade-padrão).

A que serviços de Internet se aplica?

A Tarifa Social aplica-se à Internet fixa e móvel de banda larga.

Qual é a velocidade de Internet na Tarifa Social?

Não está clara qual a velocidade mínima e o tráfego incluídos. É a Anacom que tem de definir a largura de banda necessária para a prestação deste conjunto de serviços, bem como os parâmetros mínimos de qualidade, designadamente, de velocidade de download e upload. Para isso deve considerar as ofertas de serviço de acesso à Internet em banda larga praticadas no mercado nacional, bem como os relatórios do Organismo de Reguladores Europeus das Comunicações Eletrónicas sobre as melhores práticas dos Estados-Membros para o apoio à definição de serviço adequado de acesso à Internet de banda larga.

Qual vai ser o preço do serviço na Tarifa Social?

Ainda não está definido. Tinha sido avançado o preço de 5 euros por 10 GB mas o diploma publicado não avança com nenhum valor, referindo que este deve ser definido pelo Governo através de uma portaria, com base em dados da Anacom, que tem agora 60 dias para apresentar a proposta.

"A tarifa social de fornecimento de serviços de acesso à Internet em banda larga, que se traduz num tarifário específico, é calculada tendo em conta os preços praticados ao nível nacional para serviços equivalentes ao serviço de acesso à Internet em banda larga, a evolução do mercado e o rendimento das famílias portuguesas, de modo a assegurar a plena participação social e económica dos consumidores com baixos rendimentos ou com necessidades sociais especiais", refere o diploma.

O operador vai divulgar essas tarifas?

Essa é uma das obrigações definidas no Decreto Lei, que refere que "as empresas que oferecem serviços de acesso à Internet em banda larga devem promover a divulgação de informação sobre a existência da tarifa social de fornecimento de serviços de acesso à Internet de banda larga e a sua aplicação aos consumidores com baixos rendimentos ou com necessidades sociais especiais, através dos meios considerados adequados ao seu efetivo conhecimento, designadamente, nas suas páginas na Internet, em todos os pontos de atendimento presencial, sempre que preste informações sobre os serviços que oferecem, e em documentação que acompanhe as faturas enviadas aos clientes consumidores".

A Anacom tem também obrigações de divulgação da informação.

E se ultrapassar o plafond de dados ?

É obrigatório o aviso aos utilizadores sempre que o consumo de dados atinja 80 % e 100 % do limite tráfego contratado, de modo a evitar que seja ultrapassado o valor fixo da tarifa. Para continuar a fornecer o acesso depois de se ter ultrapassado o plafond, é preciso que os operadores tenham consentimento expresso dos beneficiários.

O Decreto Lei 66/2021 pode ser consultado online no site do Diário da República.
Disponibilizo aqui: https://dre.pt/application/file/a/168707081

Fonte: tek.sapo.pt          Link: https://tek.sapo.pt/noticias/internet/artigos/tarifa-social-da-internet-vai-permitir-pagar-menos-pela-banda-larga-quem-pode-ter-acesso
Páginas: [1] 2 3 ... 10


Anuncie Connosco Anuncie Connosco Stannah Mobilidade S.A Anuncie Connosco Anuncie Connosco


  •   Política de Privacidade   •   Regras   •   Fale Connosco   •  
       
Voltar ao topo